7 coisas para fazer no quarto que podem salvar a sua vida

(E só uma envolve sexo)
 

Hoje sabemos que há muitas coisas que não devem ser feitas na privacidade do quarto, como engolir uma refeição fria para viagem, transformar seu porto seguro em escritório com computadores e telefones barulhentos ou assistir a filmes de terror antes dos doces sonhos de uma noite de verão.

Mas você sabia que o seu quarto, além de refúgio íntimo e reconfortante, pode ser uma base de operações para várias atividades que, sem muito esforço, ajudam a ter uma vida mais longa e agradável? É verdade! Veja algumas a seguir.

1 Tome o café da manhã na cama

Leve o café, o leite e as torradas para a cama e comece o dia devagar. Ao contrário do que tendemos a fazer, não saia correndo. Estudos mostram que o risco de sofrer um infarto é maior nas primeiras horas do dia. Embora a ligação entre estresse e doença cardíaca não seja clara, um início de dia tranquilo faz bem à saúde e favorece a paz de espírito.

2 Alongue-se ao levantar

Por mais restauradora que seja a noite, acordamos com alguns músculos contraídos. A Clínica Mayo diz que se espreguiçar de manhã é um instinto natural que faz bem à saúde. Um alongamento de cinco minutos, começando pelo pescoço, avançando para os braços, os ombros, a coluna lombar e as panturrilhas melhora a circulação, promove a saúde das articulações e aumenta a flexibilidade. Movendo-se com elasticidade você terá menos probabilidade de se machucar.

3 Olhe-se (nu) num espelho de corpo inteiro

Alguns de nós evitam olhar o corpo nu, mesmo que estejamos em forma. Por causa disso, deixamos de ver alterações importantes, explica Ann Wertz Garvin, especialista em fisiologia do exercício da Universidade de Wisconsin-Whitewater. “Olhar o próprio corpo nu nos familiariza com o que é normal em nós”, diz ela. “Assim, notamos detalhes como nódulos ou pontos de inflamação que podem revelar doenças graves quando não desaparecem.” Ela acrescenta: não se impressione demais com o que parecer estranho. Procure o médico caso fique preocupado.

4 Faça sexo

Um estudo de dez anos com 918 homens de meia-idade realizado por pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, e da Queen’s University, em Belfast, na Irlanda, mostrou que os homens que mantinham relações sexuais toda semana apresentaram metade da taxa de mortalidade dos que tinham orgasmos menos frequentes. No sexo, o corpo libera endorfinas, o “hormônio da alegria”, e os hormônios do estresse despencam. Os músculos ficam mais fortes, a respiração mais profunda, a circulação aumenta e a dor crônica diminui. Um benefício para ambos os sexos: ficamos sonolentos depois do orgasmo (dormir é bom) e queimamos calorias toda vez que... hã... nos encaixamos.

5 Tenha um momento de paz

Reservar um momento antes de dormir, na privacidade do quarto, para rezar ou meditar e contar as bênçãos recebidas pode promover a saúde mental e melhorar o sistema imunológico. No livro Agradeça e seja feliz, Robert A. Emmons ressalta que quem faz uma pausa para agradecer ao universo, a Deus, à família e aos outros é menos propenso a sofrer ansiedade, depressão, dor de cabeça, dores musculares e outras manifestações de estresse. O último pensamento que temos à noite é importante, diz ele. Que seja algo bom.

As dicas 6 e 7 podem ser lidas na edição de agosto da revista Seleções.

 

Vote it up
664
Gostou deste artigo?OBRIGADO
 

 

 

Na Nossa Loja