Fatores de risco

Aqueles pequenos hábitos do dia a dia podem prejudicar a saúde?
 

Tomar água de uma garrafa esquecida no carro durante semanas

De acordo com a Sociedade Americana de Câncer você não precisa se preocupar com garrafas plásticas descartáveis que vazam substâncias químicas cancerígenas no líquido. As garrafas comerciais de água não contêm substâncias que interfiram nos hormônios, como bisfenol A ou ftalatos. Mas qualquer garrafa usada pode abrigar micróbios da saliva, diz Charles Gerba, microbiologista da Universidade do Arizona. O surpreendente é que “não há muito problema, desde que você não compartilhe a garrafa com ninguém”, diz ele, pois nosso sistema imunológico já tratou dos micróbios de resfriados, gripes ou outros que existem em nossa boca. Uma exceção: garrafinhas esportivas que temos de fechar com os dedos. Bactérias como E. coli ou estafilococos das mãos podem contaminar o bico ao ser fechado e depois prosperar no ambiente quente e úmido. “E aí, você vai pôr na boca? Não é boa ideia”, alerta Gerba.

É arriscado deixar o cachorro lamber meu sorvete?

Infelizmente, não é verdade que a boca do cachorro seja mais limpa do que a nossa. Um estudo japonês de 2012 verificou que cães e seres humanos têm na boca vários tipos de bactérias nocivas que podem provocar ou piorar doenças das gengivas. Gerba também afirma que, como se sabe, os cães transmitem salmonela, que pode provocar sintomas graves de envenenamento em seres humanos. Dividir alimentos ou deixar o cão lamber sua boca pode ser prejudicial para vocês dois, dependendo do tipo de micróbios que cada um abriga. Além disso, se seu cachorro gosta de farejar e lamber coisas nojentas nos passeios (pois é, fezes de animais, lixo apodrecido), como saber quais germes e substâncias químicas pode haver na língua dele? “Pessoalmente”, diz Gerba, “desconfio de qualquer animal que use a língua como papel higiênico.”

Quando estiver com pressa, posso lavar o cabelo com sabonete líquido corporal?

Se o xampu acabou, uma única lavagem só vai prejudicar o seu orgulho. Mas sabonetes líquidos para o corpo podem reagir quimicamente com os sais minerais da água e deixar uma película de sujeira no cabelo, diz LeAine Dehmer, pesquisadora e desenvolvedora de cosméticos de Los Angeles. Na verdade, os produtos com muitos óleos e hidratantes podem deixar ainda mais resíduos, dando aparência pesada e sem graça às madeixas. “O cabelo é muito poroso e realmente absorve ceras e óleos”, diz ela. Portanto, para levar pouca coisa numa viagem, por exemplo, Dehmer recomenda que você use um produto indicado para corpo e cabelos, que fará uma boa limpeza com menos resíduos.

Faz mal dormir com a televisão ligada?

Esse hábito pode prejudicar o sono. Um novo estudo australiano constatou que, em vez de deixar crianças e adolescentes sonolentos, assistir à TV antes de dormir os mantém acordados até mais tarde. Uma pesquisa de 2009 da Universidade da Pensilvânia revelou que o tempo passado diante do televisor antes de dormir era um fator importante na hora de adormecer e podia provocar déficit de sono. Os pesquisadores da Universidade do Estado de Ohio verificaram que hamsters expostos à noite a uma luz parecida com a da TV mostravam sintomas de depressão. Mas não troque a televisão pelo celular ou tablet. Na verdade, esses aparelhos são mais estimulantes para o cérebro. Usá-los perto da hora de dormir pode fazer com que seja mais difícil adormecer, diz Michael Breus, psicólogo especializado em transtornos do sono.

No entanto, se as reprises de Seinfeld o ajudam a roncar, talvez você tenha razão. “Em algumas pessoas com dificuldade de ‘desligar o cérebro’, assistir à TV ajuda a relaxar e adormecer”, diz Breus. Mas não se esqueça de regular o aparelho para desligar sozinho, senão um anúncio mais alto pode acordá-lo no meio da noite.

Leia o artigo na íntegra na edição de agosto da revista Seleções.

 

 

Vote it up
481
Gostou deste artigo?OBRIGADO
 

 

 

Na Nossa Loja