Assine a nossa newsletter, e receba o melhor conteúdo da web onde você estiver.

fechar busca

Humor

Garçom, uma rodada de piadas, por favor!


Imagem: G. di Chiarro

Entre um bloco e outro ou durante o descanso, bom humor é fundamental!

Eu e alguns colegas decidimos retirar a pequena caixa de sugestões do escritório, pois as contribuições tinham sido escassas. Colocamos a caixa no alto de um armário e logo nos esquecemos dela. Meses depois, quando a tiramos do lugar durante uma reforma, encontramos um único pedaço de papel dentro dela. A sugestão dizia: “Abaixem a caixa!”

Frank J. Monaco, EUA

Mulher: – Você não acha incrível como a Marilu jamais vê defeitos nos filhos dela?
Marido: – Mães nunca vêem.
Mulher: – Ora, que absurdo! Eu estou certa de que veria os defeitos dos nossos… se eles tivessem algum.

Jorge Luiz Groppo, Piracicaba (SP)

Henry vai se confessar e diz:
– Perdoe-me, pois pequei. Noite passada estive com sete mulheres diferentes.
O padre, então, responde:
– Pegue cinco limões, esprema-os num copo e beba o suco.
– Isso purificará minha alma de seus pecados?
– Não – replica o padre. – Mas certamente tirará esse sorriso bobo de seu rosto.

Jay Trachman

Em um ônibus, ouvi dois homens comentarem como eram felizes, pois, apesar de serem ambos casados, suas vidas jamais haviam caído na rotina. Após alguns minutos em silêncio, um deles perguntou:
– Que dia é hoje?
– Sexta-feira – respondeu o outro.
– Oba! – exclamou o primeiro. – Dia de pizza!

Ben Lomas, Grã-Bretanha

Meus pais se chamam Ricardino e Ricardina. Por se tratar de nomes incomuns, a coincidência costuma assombrar as pessoas, em especial o médico que me atendeu quando sofri um acidente de bicicleta. Ao chegar ao hospital, aparentemente eu precisava apenas de alguns pontos no pescoço. Enquanto me examinava, o médico perguntou:
– Como se chama seu pai?
– Ricardino – respondi.
– E sua mãe?
– Ricardina.
O médico olhou para mim, a seguir para a enfermeira e disse:
– Estamos diante de um provável caso de traumatismo craniano.

João Pedro André, Portugal

Todos conheciam a mulher que trabalhava na padaria do mercado do bairro. Certa vez, meu filho, sentado no carrinho do supermercado, sorriu quando ela lhe ofereceu um biscoitinho de açúcar. Encorajando-o a lembrar-se das boas maneiras, eu disse:
– O que é que se diz?
Ele estendeu a mão.
– Por favor – disse ele educadamente – larga o biscoito.

Deborah Salazar, Canadá

Meu marido e eu saímos de noite para uma reunião e deixamos nosso filho adolescente sozinho em casa. Mas a reunião foi cancelada e voltamos mais cedo do que o esperado. Andando por nossa rua, ouvimos música alta vindo de nossa casa. Preocupados com a reação da vizinhança, entramos depressa. Acima do barulho que estava fazendo, nosso filho disse:
– Ah, essa não! Agora que eu estava aproveitando o meu sossego!

Janice Robinson, Nova Zelândia

Leia mais:


ATENDIMENTO ONLINE

Tire suas dúvidas online

Iniciar Chat