Mel e o doce poder do antisséptico natural

O mel tem poder de acelerar a cicatrização de machucados difíceis de serem curados, usado desde antes da criação do antibiótico.
 

O mel contém peróxido de hidrogênio e própolis, uma substância do néctar que mata bactérias. Por isso, por muitos anos, foi usado no tratamento de feridas, arranhões e machucados, antes de criação do antibiótico. Mesmo hoje, quando os armários de remédios guardam cremes antibióticos, alguns médicos acreditam que, em certos casos, o mel pode ter desempenho melhor no tratamento de feridas. Já existem no mercado curativos impregnados com mel para tratamento de feridas de difícil cicatrização.

Mel retira a umidade dos ferimentos

O elevado conteúdo de açúcar do mel retira das feridas a umidade de que as bactérias necessitam para sobreviver. Também bloqueia a passagem de contaminantes externos prejudiciais. E, como tem baixo custo, o mel pode ser a opção ideal em países sem acesso a medicamentos modernos para o tratamento de feridas. Estudos realizados na Índia mostram que queimaduras cobertas com mel são curadas mais rapidamente e com menos dor e cicatrizes do que as queimaduras tratadas com sulfadiazina de prata, um medicamento convencional.

Mel ajuda na conjutivite

O mel ainda é promissor no tratamento de distúrbios dos olhos, como conjuntivite e queimaduras químicas. A aplicação de mel nos olhos (não o faça sem a supervisão do médico) pode causar uma rápida sensação de ardência e vermelhidão, mas é improvável que produza outros efeitos colaterais.

Atenção: Não dê mel a crianças com menos de 1 ano de idade, pois pode conter um pequeno número de esporos de Clostridium botulinum, o micróbio causador do botulismo. Conheça também o poder do mel para curar os problemas gastrointestinais.

Fonte: 1.001 Remédios Caseiros – Seleções do Reader's Digest

Vote it up
600
Gostou deste artigo?OBRIGADO
 

 

 

Na Nossa Loja