fechar busca

Saúde

8 dicas para aliviar dores


Como lidar com dores e incômodos, sem afetar seus rins e fígado.

1 Elimine as dores da artrite com pimenta-malagueta

Já que nenhum laboratório farmacêutico vai tentar vendê-las para o seu médico, você provavelmente nunca vai saber que pimenta-malagueta é eficaz para o alívio da dor da artrite. O princípio ativo da pimenta-malagueta, a capsaicina, costuma ser aplicado em forma de creme sobre a área afetada. No Brasil, está disponível como remédio sob o nome Moment e pode ser vendido sem receita médica. É preciso aplicar a capsaicina quatro vezes ao dia durante vários dias antes que faça efeito, mas o alívio vale a pena.

2 Pule o paracetamol

O seu médico ainda recomenda paracetamol contra as dores da artrite? Então peça uma alter-nativa, como o ibuprofeno, ou esqueça as drogas e experimente o exercício. Um estudo da publicação americana Archives of Internal Medicine descobriu que o paracetamol, ingr-diente encontrado em muitos analgésicos, com frequência não funcionou melhor do que o placebo. Além disso, em doses altas pode causar danos aos rins e ao fígado.

3 Não misture analgésicos

Se você toma ibuprofeno para a artrite e paracetamol para a dor de cabeça e um remédio comprado sem receita médica para a gripe que, sem que você saiba, também contém paracetamol, tem ideia da sobrecarga que tudo isso está causando ao seu fígado? Assim, antes de tomar outro comprimido, verifique a bula para certificar-se de que não está exagerando na dose com um componente específico.

4 Diminua as doses

Você começa o dia tomando ibuprofeno para a dor nas costas. Algumas horas depois, as costas continuam a doer, e, sem pensar, você pega as duas aspirinas que costuma trazer na bolsa. Mais tarde, toma um remédio para a dor de cabeça. Se você toma comprimidos com regularidade para aliviar o seu caminho pela vida, está aumentando o risco de desenvolver hipertensão. Se você toma muitos medica-mentos, experimente manter um diário de modo a estar ciente das diferentes drogas que ingere – a quantidade e o alcance podem surpreender você o bastante para fazê-lo reduzir a automedicação.

5 Busque conteúdo e preço

Embora diversos remédios vendidos sem receita anunciem no rótulo as suas propriedades descongestionantes ou analgésicas, muitas vezes contêm os mesmos ingredientes básicos – aspirina, paracetamol ou ibuprofeno –, independentemente do tipo de dor que afirmem curar. Dessa forma, dê uma boa olhada no rótulo do medica-mento que você pretende comprar, preste atenção à quantidade do princípio ativo presente em cada dose e escolha o produto genérico (“sem marca”) mais barato.

 

6 Tome óleo de peixe

Só no Reino Unido, aproximada-mente 12 mil pessoas são internadas todos os anos com efeitos colaterais relacionados a antiinflamatórios não esteroides (AINEs) e 2.600 pessoas morrem a cada ano em decorrência dessas complicações. Imagine se houvesse um composto completamente natural que não só aliviasse a sua dor, como também proporcionasse outros benefícios à sua saúde. Bem, ele existe: o óleo de peixe. Quando pesquisadores pediram a 125 pessoas que tomavam AINEs que acrescentassem 2.400 mg de ácidos graxos ômega-3 por dia, durante duas semanas, seguidos de 1.200 mg por dia a partir de então, 59% afirmaram ter parado de usar os AINEs após duas semanas e estar completamente sem dor, e 60% dos restantes, que continuaram a tomar os AINEs, afirmaram que o nível de dor, de maneira geral, havia diminuído ao acrescentarem o óleo de peixe.

7 Aqueça a dor e livre-se dela

Laboratórios farmacêuticos não vão divulgar isto, mas você terá muito mais alívio da dor ao colocar um agasalho sobre o músculo para mantê-lo aquecido do que tomar paracetamol ou ibuprofeno. Pelo menos foi o que descobriu um estudo realizado com pessoas que sofrem de dores na região lombar. O alívio foi relatado por 57% dos pacientes que utilizaram compressas quentes, comparados com 26% daqueles que tomaram paracetamol e 18% dos que tomaram ibuprofeno. Melhor ainda se você conseguir importar compressas descartáveis, chamadas heat wraps, confeccionadas com camadas de ata-duras “recheadas” com ingredientes geradores de calor – ferro, carvão, sal e água –, que, em contato com o oxigênio, elevam a temperatura a 40ºC e proporcionam calor durante oito horas. Ou use bolsas de água quente.

8 Alivie a dor de cabeça sem drogas

Sua cabeça dói? Antes de gastar seu dinheirinho suado na farmácia, experimente isto. De pé, dobre o corpo na altura dos quadris e descanse a testa no encosto almofadado de um sofá ou poltrona. Relaxe nesta posição por uns 30 segundos. A seguir, sente-se no sofá ou na poltrona, abra bem os dedos das mãos, deslize-os por dentro dos cabelos e feche as mãos. Puxe os cabelos suavemente, segure por três segundos e solte. Isso alivia a tensão dos tecidos conectivos que se encontram abaixo do couro cabeludo. Continue a agarrar punhados de cabelo e a puxar, suavemente, trabalhando do topo da cabeça até as laterais e, finalmente, até a parte de trás. Com o couro cabeludo mais relaxado, você deverá se sentir revigorado e sem dor.

Leia mais:


ATENDIMENTO ONLINE

Tire suas dúvidas online

Iniciar Chat