fechar busca

Saúde

Fortaleça sua autoestima em 5 passos


Muitas vezes as pessoas se esquecem de que a autoestima é um dos fatores preponderantes para o bem-estar geral e até a saúde da nossa mente. Fala-se muito em buscar a felicidade, curtir a vida… Mas, sem autoestima, tudo isso fica bem difícil.

Pessoas com baixa autoestima criam uma autoimagem negativa e se sentem insignificantes. Elas deixam de gostar de si mesmas e de se valorizarem, passando a se sentir inferiores. Isso dificulta o relacionamento com outras pessoas, o que pode realimentar todo esse processo. Afinal, se você não gosta de si mesmo, é difícil gostar dos outros ou imaginar que eles possam gostar de você, não é? Os problemas de relacionamento decorrentes disso acontecem tanto em casa quanto no trabalho.

E como a baixa autoestima surge? Ela começa quando começamos a enfatizar em nós mesmos aquelas características de que menos gostamos, e isso vai dilapidando a autoestima. Todos temos uma voz interna crítica, porém essa voz tende a ser mais impiedosa e direta naquelas pessoas cuja autoestima está baixa. Essa vozinha é aquela que culpa você mesmo pelas coisas que dão errado, faz você se comparar aos outros o tempo todo (e diz que você está em desvantagem) e cria modelos impossíveis de perfeição.

Tudo isso pode levar à infelicidade a longo prazo e até mesmo à depressão, acarretando uma reação em cadeia que leva à debilitação mental e física.

Autoestima elevada não é futilidade.

Quem tem autoestima elevada ama a si mesmo, mas isso não quer dizer que seja narcisista ou fútil. Significa que essas pessoas se prezam, se respeitam e conhecem seu próprio valor. E, como tendemos a ver os outros do mesmo modo como nos vemos, se você se ama e se valoriza, também ama e valoriza os outros. Faça o teste para saber como está sua saúde emocional.

5 passos para dizer adeus à baixa autoestima

Se a sua autoestima estiver precisando de uma forcinha, siga estas estratégias simples para dar uma elevada no seu amor próprio.

1 Aprenda a relaxar. Isso requer tempo e prática, mas, se você aprender a desligar quando quiser, começará a se sentir melhor em relação a si mesmo.

2 Com a mente relaxada, pense objetivamente sobre seus pontos positivos. Concentre-se nas características que sua família e seus amigos apreciam e valorizam em você.

3 Lembre-se de momentos em que você se sentiu bem, quando sentiu que estava no comando. Reviva esses sentimentos.

4 Tendo em mente todos os seus pontos fortes e os sentimentos positivos a seu próprio respeito, visualize-se enfrentando situações difíceis.

5 Se isso não der certo, converse com o médico sobre a possibilidade de alguma forma de terapia pela palavra.

E lembre-se: ame-se e deixe que o amor invada sua vida!

Leia mais:


ATENDIMENTO ONLINE

Tire suas dúvidas online

Iniciar Chat