Lustre seus sapatos com uma banana

E mais 19 dicas para economizar fácil com o que você tem em casa.
 

Meus pais decidiram me ajudar com um projeto que eu vivia protelando: limpar a casa. Mamãe e papai são – como dizer isso de forma delicada? – pães-duros! Assim, quando eu falei que ia comprar produtos de limpeza, eles logo se exaltaram:<br /><br />– Não precisa. Temos tudo de que precisamos aqui. Cadê o vinagre? <br /><br />Mamãe foi em busca do vinagre branco destilado. Pediu que eu fizesse um sanduíche e saísse da frente. <br />Enquanto eu comia meu sanduíche de presunto no pão de fôrma, observei-a retirar, com o vinagre, uma mancha do tapete. Achei aquilo meio estranho, mas bem menos estranho do que pegá-la farejando minha estante de livros. Quando um dos livros a fez franzir o nariz, ela o levou até a cozinha e colocou-o no freezer. <br /><br />– Isso vai eliminar esse cheiro de mofo – ela disse. Assenti com a cabeça, embora não tivesse certeza de nada. – Tem vidro quebrado aqui! – mamãe resmungou. <br /><br />Ela pegou meu sanduíche, esfregou a maionese no meu couro cabeludo e juntou os cacos de vidro, cuidadosamente, com a fatia de pão. eus pais decidiram me ajudar com um projeto que eu vivia protelando: limpar a casa. Mamãe e papai são – como dizer isso de forma delicada? – pães-duros! Assim, quando eu falei que ia comprar produtos de limpeza, eles logo se exaltaram:<br /><br />– Não precisa. Temos tudo de que precisamos aqui. Cadê o vinagre? <br />Mamãe foi em busca do vinagre branco destilado. Pediu que eu fizesse um sanduíche e saísse da frente. <br /><br />Enquanto eu comia meu sanduíche de presunto no pão de fôrma, observei-a retirar, com o vinagre, uma mancha do tapete. Achei aquilo meio estranho, mas bem menos estranho do que pegá-la farejando minha estante de livros. Quando um dos livros a fez franzir o nariz, ela o levou até a cozinha e colocou-o no freezer. <br /><br />– Isso vai eliminar esse cheiro de mofo – ela disse. Assenti com a cabeça, embora não tivesse certeza de nada. – Tem vidro quebrado aqui! – mamãe resmungou. <br />Ela pegou meu sanduíche, esfregou a maionese no meu couro cabeludo e juntou os cacos de vidro, cuidadosamente, com a fatia de pão. <br /><br />– O que é isso?! – protestei. <br /><br />– A maionese é um condicionador de cabelos – afirmou. – E apanhar cacos de vidro fica mais fácil com pão. <br /><br />Mamãe não estava bem da cabeça e achei prudente que seu marido soubesse disso. Encontrei papai no quintal, misturando, num borrifador, uma colher de sopa de vodca com detergente líquido e duas xícaras de água. <br /><br />– Estou caçando ervas daninhas – revelou ele. <br /><br />– Mas, com vodca? – perguntei perplexo. <br /><br />– Aplique esta mistura num dia de sol. Ela não vai matar as ervas daninhas, mas o álcool as secará. <br /><br />Era só o que faltava. Será que todo mundo enlouqueceu? Entrei em casa outra vez e vi minha mãe lustrando meus sapatos com cascas de banana. <br /><br />– Mãe, mas o que a senhora está fa... – Bumm! Escorreguei numa casca de banana. – Aaaaiii, minhas costas... <br /><br />– Não se mexa! – gritou ela. – Vou pegar o amaciante de carne! <br /><br />Antes disso, ela tirou um dos meus sapatos, puxou uma meia e desapareceu cozinha adentro. Voltou com uma pasta preparada com amaciante de carne e água e a esfregou em minhas costas. Colocou minha meia – que estava cheia de feijões e tinha ficado no microondas por 30 segundos – por cima da pasta. <br />Então, um fato curioso aconteceu: minhas costas pararam de doer! As enzimas do amaciante de carne relaxaram os meus músculos doloridos. E a meia com os feijões funcionava como um saco de água quente. <br />Passei a ver tudo por outro ângulo. Meus sapatos estavam limpos e, apesar de o tapete cheirar a molho de salada, a mancha havia sumido. Lá no quintal vi meu pai admirando sua conquista: ervas daninhas murchas. <br />Por mais louco que possa parecer, meus pais tinham razão. Nem sempre temos necessidade de comprar produtos de limpeza específicos ou misturas caras e cheias de produtos químicos. Nós já temos muito do que precisamos para limpar a casa, consertar um utensílio quebrado ou aliviar a dor de costas contundidas. <br />Para celebrar minha casa limpa, convidei-os para jantar. Não aceitaram, pois eles receberiam amigos também para jantar e precisavam fazer uma salada. <br /><br />– A primeira coisa a fazer – começou mamãe – é jogar a alface na máquina de lavar roupas.</p><p>– Como? Para quê?*</p><p>Essas dicas práticas são metade arte, metade ciência. Os resultados das soluções oferecidas aqui, portanto, podem variar. <br />Quer descobrir 2.179 maneiras de economizar tempo e dinheiro? <br />Então peça agora mesmo o livro Economize fácil </p><p><em>*Coloque uma fronha dentro de outra. Encha-a com folhas de alface lavadas. Amarre as duas fronhas com um cordão, como se fosse um saco, e coloque-as na máquina de lavar, com uma toalha de banho para equilibrar. Gire o botão até a posição “centrifugar” e você transformará sua lavadora de roupas numa centrífuga secadora de folhas para salada!</em></p>

Vote it up
582
Gostou deste artigo?OBRIGADO
 

 

 

Na Nossa Loja