Tratamentos para melasma: confira as opções disponíveis


O melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras, no geral amarronzadas, na pele. Afeta principalmente as mulheres, mas também pode acometer homens. Embora não seja possível falar em cura para melasma, atualmente já há muitas opções de tratamentos para o melasma.

Não há uma causa definida para o seu surgimento, mas este normalmente está relacionado à exposição solar sem proteção e a fatores hormonais — como gravidez e uso de pílulas anticoncepcionais. Além disso, algumas regiões do corpo são mais propensas ao desenvolvimento de melasma, como o rosto e o pescoço.

Continue acompanhando para saber quais são os melhores tratamentos para melasma.

Tratamentos para melasma

Tratamentos com laser para melasma

Confira alguns tratamentos para melasma (Imagem: yuuurin/iStock)

Os lasers já vem sendo utilizados para diversos fins estéticos e terapêuticos. No entanto, esta modalidade de tratamento deve ser sempre realizada com cuidado, uma vez que pode haver um aumento da pigmentação na região. Assim, deve ser realizada sempre por um profissional habituado às fontes de energia luminosa, como o dermatologista.

“Para uma condição difícil de tratar, como o melasma, o laser Starwalker é especialmente eficaz devido à seletividade de ação no melanócito (célula que produz a mancha) fragmentando o pigmento. Na mesma sessão também há o tratamento do envelhecimento da pele e de microvasos que poderiam estimular novamente a pigmentação.  Isso significa que a destruição do pigmento pode ocorrer sem remover a pele – um recurso exclusivo que também permite outras possibilidades de tratamento, como a remoção segura e eficaz de tatuagens multicoloridas e complexas”, explica o Dr. Fernando Macedo, que é dermatologista da Human Clinic.

Além disso, outro diferencial é a geração de ondas mecânicas em vez de ondas de calor, o que previne o efeito rebote, já que o aquecimento da área pode piorar o quadro. “Mais de 90% dos pacientes apresentam uma resposta efetiva ao tratamento, ao contrário de outras técnicas”, conta Dr. Fernando Macedo

Tratamentos com creme para melasma

Imagem: lciuc Dumitru

Para ajudar na remoção das manchas do melasma, alguns cremes também podem ser utilizados. Os resultados demoram cerca de dois meses para começarem a aparecer, e é importante não descuidar da proteção solar durante e após o tratamento. Apesar de ser eficaz, não é um método que funciona com todos os pacientes.

Os cremes para melasma mais usados são aqueles à base de:

  • hidroquinona
  • ácido fítico
  • ácido glicólico
  • ácido dióico
  • ácido tranexâmico
  • ácido kójico
  • ácido retinóico
  • ácido azeláico

Peelings

Imagem: dimid_86/iStock

Os peelings, que são utilizados no tratamento de marca de acne e no rejuvenescimento da pele, também podem ser usados no tratamento de melasma. Eles podem clarear as manchas da pele de forma gradual e até mais rapidamente do que os cremes.

Existem diversos tipos de peelings. Alguns atuam de forma mais superficial, enquanto outros atingem camadas mais profundas da pele. Para escolher a melhor opção para a sua necessidade é fundamental realizar uma consulta com um dermatologista.

“O peeling é um procedimento que acelera a renovação celular cutânea, sendo indicado para a melhora do aspecto da pele. São classificados em superficiais, médios e profundos, e o efeito é decorrente do uso de agentes mecânicos ou cremes contendo ativos que são aplicados sobre a pele em casa ou nos consultórios, dependendo da orientação médica”, explica a Dra. Bomi Hong, que é dermatologista e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).


EntrevistasSuperdicas