Confira 13 dicas essenciais para cuidar da pele no inverno


Baixas temperaturas, tempo seco e banhos quentes. O que pode ser uma ótima combinação para curtir o tempo mais frio, pode ser também um risco para a sua saúde. Os cuidados com a pele no inverno devem ser redobrados.

É neste período que a pele costuma ser mais “castigada” e ficar mais ressecada. Por outro lado, nos piores casos, as irritações e descamações podem evoluir para doenças comuns nesta época, como a dermatite atópica e a psoríase.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, tanto a pele do rosto quanto a do corpo estão sujeitas ao ressecamento. Com o clima frio e seco, a pele pode apresentar um aspecto esbranquiçado, indicando a desnaturação das proteínas. Por isso, os cuidados devem ser constantes.

Como ter lábios perfeitos: dicas e receitas caseiras!

As partes do corpo que mais sofrem com o ressecamento são as áreas mais expostas, como o rosto, pescoço, colo, braços, mãos e pés. Por isso, a atenção deve ser maior nessas áreas.

Mas como cuidar da pele nos dias mais frios? E como evitar que o quadro evolua para uma doença? Essas e outras questões solucionamos com 13 dicas essenciais, que vão ajudar você a cuidar da sua pele no inverno. Confira!

Seb_ra/iStock

1 – Hidratação profunda

Para evitar o ressecamento da pele, é preciso manter a hidratação oral. Como a perda de líquidos é maior no inverno e a ingestão de água tende a ser menor, é preciso ficar atento e manter o corpo hidratado.

 


Maya23K/iStock

Chás

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica. Por isso, para as pessoas que têm dificuldade em tomar água durante esta estação, uma dica é ingerir chás claros ou de frutas, dividindo a quantidade indicada para um dia (2 litros) entre água e chás.


Izzetugutmen/iStock

2 – Hidratantes faciais e corporais

Além da ingestão de líquidos, é muito importante usar cremes de hidratação profunda. Por isso, não deixe de passar bastante hidratante no corpo e rosto. No entanto, é preciso ter cuidado na escolha do produto, que deve ser indicado conforme o tipo de pele (normal, seca, oleosa, mista).


RobertoDavid/iStock

3 – Use água termal

Use água termal! O produto, facilmente encontrado em farmácias e mercados, vai além da beleza. Ao contrário da água mineral ou potável, a termal possui um PH neutro e alcalino, que ajuda no tratamento de irritações e inflamações da pele.

Além disso, a água termal pode amenizar os sintomas de problemas dermatológicos, como psoríase e dermatite atópica.


Naypong/iStock

4 – Evite banhos quentes

A alta temperatura da água deixa a pele mais ressecada, tirando a camada natural de gordura da pele. É ela que ajuda a manter a hidratação do tecido.


Rawpixel/iStock

5 – Protetor solar

Mesmo em dias nublados, use filtro solar. Ele é essencial para manter a pele livre da radiação ultravioleta e dos seus efeitos (rugas, flacidez, manchas e doenças mais graves). Além disso, nessa época do ano a incidência de raios solares só é reduzida em 20%.


Penyushkin/iStock

Cuidados com o protetor

Na hora de escolher o filtro, o ideal é que o Fator de Proteção Solar (FPS) seja de no mínimo 30. O produto deve conter proteção contra os raios ultravioletas (UVB e UVA).


Puhhha/iStock

6 – Protetor solar para os lábios

A pele dos lábios é a mais fina de todo o corpo e é uma das áreas mais expostas e que costumam ressecar muito no inverno. Por isso, é essencial usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras.


Ridofranz/iStock

7 – Procedimentos dermatológicos

Uma das melhores épocas do ano para buscar procedimentos dermatológicos é no inverno. Isso porque o contato com o sol tende a ser menor. Por isso, tratamentos como peeling, aplicações com lasers ou ácidos fortes podem ser feitos sem tanto risco.


Master1305/iStock

8 – Não abuse de produtos para acne

Quem costuma tratar acne e manchas tende a usar produtos com a ação de retinóides (derivados de síntese da vitamina A). No entanto, nesta época do ano, é preciso ficar atento ao uso, pois o excesso pode causar hipersensibilidade, vermelhidão e irritabilidade.


Ridofranz/iStock

9 – Evite esfoliantes e buchas

A esfoliação ajuda a renovar as células da pele, eliminando as impurezas. Além disso, ela também pode potencializar a eficácia dos hidratantes e outros cuidados. No entanto, no inverno, o procedimento deve ser feito com menor frequência, para que a pele não perca a camada de gordura que a protege do frio.

O mesmo ocorre com as buchas, que devem ser evitadas nesta época do ano. Isso porque elas removem a camada gordurosa que protege a pele e que ajuda na hidratação.


Nensuria/iStock

10 – Faça uma boa higienização

É importante manter a pele hidratada, mas é mais importante ainda que ela esteja limpa. Por isso, faça uma boa higienização diariamente. Procure lavar o rosto pelo menos duas vezes ao dia, e, se usar maquiagem, retire sempre antes de dormir.


EasterBunnyUK/iStock

11 – Prefira sabonetes neutros

O sabonete neutro tem um pH próximo ao da pele (5,4 e 5,6). Como ele não provoca alterações nos micro-organismos da pele, é o mais recomendado nesta época do ano, em que o tecido está mais sensível.


Chet_W/iStock

12 – Evite ar-condicionado e aquecedores

Assim como o ar-condicionado, os aquecedores também ressecam a pele no inverno, já que retiram a umidade do ar, que é justamente o que favorece a hidratação. Por isso, o ideal aqui é evitar o uso dos dois.


Marilyna/iStock

13 – Alimentação adequada

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o ideal nesta época do ano é comer legumes, hortaliças e frutas. Elas são fontes de vitaminas e minerais e neutralizam os radicais livres, prevenindo o envelhecimento da pele.


Aiselin82/iStock

Alimentos indicados

As frutas ricas em vitamina C, como o morango, a laranja, a mexerica, o limão e a cereja; e os vegetais, como o brócolis, o repolho e a cenoura, são exemplos de alimentos para esta estação.