Conheça 17 tipos de arroz, feijão e grãos fáceis de preparar





Com variedades de tipos de arroz e outros cereais, bem como feijões e leguminosas de cozimento rápido, você pode servir pratos deliciosos em pouco tempo. Dependendo do tipo de processamento, encontramos arroz do tipo: integral, parboilizado ou branco.

O arroz integral apresenta os grãos descascados mas não polidos, e por isso preserva a camada de farelo rica em nutrientes. Já o parboilizado foi descascado e polido e passa pelo processo de parboilização, que preserva a maior parte das vitaminas e minerais do grão. O arroz branco tem seus grãos descascados e polidos, contendo poucas vitaminas. Além do processamento, o arroz também pode se diferenciar pelo tamanho do grão.

ss

Cereais com tempo de cozimento reduzido

Os cereais ou derivados a seguir levam de 5 a 15 minutos para cozinhar, com um breve tempo de descanso posterior. São saborosos acompanhamentos, podem ser usados em sopas, saladas, gratinados, bolinhos ou panquecas, e são indicados não apenas como base para pratos salgados, mas também para doces.

Leguminosas de cozimento rápido

Ervilhas, feijões e lentilhas secas são de uso múltiplo. A desvantagem é que estas leguminosas (com exceção das lentilhas) precisam ficar de molho antes do cozimento e ainda demandam um tempo relativamente longo para cozinhar. Mas, quando pré-cozidos e/ou congelados, também servem como ingredientes na culinária de preparo rápido. Outra opção são os produtos enlatados ou variedades que demandam pouco tempo de cozimento.

Conheça com detalhes cada um desses cerais e inclua-os no seu cardápio diário.

Karisssa/iStock

Arroz de grão longo

Arroz de grão longo, como o  agulha, apresenta textura solta e granulada mesmo após o cozimento, pois tem menor teor de amido. Outras variedades são o arroz patna e o basmati. A maioria das variedades de arroz de grão longo leva de 15 a 20 minutos para cozinhar.


chorboon_photo/iStock

Arroz de grão médio

Arroz de grão médio é composto por grãos mais curtos e volumosos, que liberam mais amido ao cozinhar do que os grãos longos, motivo pelo qual ficam mais unidos. Um representante deste tipo é o arroz arborio, o mais utilizado na Itália no preparo de risotos, com grãos grandes e ovais. Outras variedades são o vialone, de grãos finos, e o carnaroli. Todas as variedades precisam de 25 a 30 minutos para o cozimento.


insjoy/iStock

Arroz de grão redondo

Arroz de grão redondo, com grãos curtos e arredondados, libera muito amido durante o cozimento, ficando macio e cremoso. Como facilmente fica grudento, é bem indicado para bolinhos, sobremesas e recheios. Pode levar 30 minutos até ele absorver a água e ficar macio.


bhofack2/iStock

Trigo-sarraceno, amaranto e quinoa

Embora não integrem a família das gramíneas, como a espelta (trigo-vermelho) ou o trigo comum, são chamados de “pseudocereais” por sua semelhança com os cereais. Os grãos triangulares do trigo-sarraceno podem ser encontrados descascados ou como farelo ou farinha. Amaranto e quinoa são ricos em proteínas, não contêm glúten e são adequados para pessoas que sofrem de doença celíaca.


rodrigobark/iStock

Triguilho

Trigo para quibe (triguilho) é produzido a partir de trigo de grão duro. Os grãos são pré-cozidos, secos e triturados – dessa forma a maior parte dos nutrientes é preservada.


natashamam/iStock

Cuscuz marroquino

Cuscuz marroquino também é composto de trigo de grão duro pré-tratado. Na forma de produto instantâneo ele cresce sem cozimento, apenas com caldo quente.

Veja essa receita de uma versão doce do cuscuz.


HeikeRau/iStock

Espelta verde

Espelta verde são os grãos colhidos e secos antes da maturação da espelta. São bem saborosos e, triturados, são ideais como farelo para mingau nas receitas rápidas.


clemarca/iStock

Painço ou milho-miúdo

Painço ou milho-miúdo é vendido, quase sempre, já descascado. Os grãos pequenos amolecem ao cozinhar, mas mantêm a forma.


OlenaMykhaylova/iStock

Farinha de milho

Farinha de milho é um fubá geralmente pré-tratado, fino ou
com granulação mais grosseira, que fica pronto para consumo em 15 minutos.


jirkaejc/iStock

Lentilhas beluga

Lentilhas beluga (ou negra) são pequenas, pretas e reluzentes. Seu sabor lembra um pouco castanhas portuguesas. Seu tempo de cozimento é de aproximadamente 20 minutos.


unpict/iStock

Feijão borlotti

Feijão borlotti, o feijão rajado vermelho da Itália, não desmancha ao cozinhar e é um ingrediente obrigatório no minestrone (sopa de legumes).


bhofack2/iStock

Favas

Raramente são vendidas frescas e seu preparo demanda bastante tempo. Mas, como produto congelado, marcam lugar na culinária rápida. São mergulhadas, ainda congeladas, na água fervente durante poucos minutos.


Karisssa/iStock

Lentilhas amarelas e vermelhas

Elas cozinham em bem menos tempo que muitos dos seus parentes, porque são descascadas e partidas. Desmancham facilmente, por isso um tempo de cozimento de 5 a 10 minutos é suficiente.


rodrigobark/iStock

Lentilhas verdes

Lentilhas verdes ou de Puy (importadas) são minúsculas e com pintas verdes. São oriundas da região francesa de Auvergne e apresentam sabor refinado e pronunciado. Vantagem adicional: não desmancham ao cozinhar. Junto com as lentilhas beluga, são os tipos mais nobres de lentilhas.


margouillatphotos/iStock

Grão-de-bico

Além de ter um sabor marcante, não desmancha ao cozinhar. Combina bem com temperos orientais ou mediterrâneos, como curry, cominho, alho e limão.


piyaset/iStock

Feijão-vermelho

Feijão-vermelho, de sabor levemente adocicado, e feijão-preto são indispensáveis na cozinha mexicana. Tradicionalmente são servidos como acompanhamento de tacos e enchiladas, ou são usados como ingrediente para saladas, guisados, sopas e cozidos (chili con carne). Mantêm sua forma e cor mesmo após cozimento mais prolongado.


NataliaBulatova/iStock

Feijão-branco

Existe em diversos tamanhos e pode ser comprado seco ou enlatado. O pequeno feijão cannellini, por exemplo, é bem apreciado, assim como o feijão-manteiga branco, rico em amido.