Faça uma busca

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade

|
Publicado em: 31 de março de 2022

14 dicas de economia doméstica para toda família

Revista Seleções
Última atualização: 31 de março de 2022
Por: Revista Seleções

Aprenda algumas técnicas para economizar e recuperar a sua vida financeira.

14 dicas de economia doméstica para toda família Imagem: fizkes /iStock

De acordo com pesquisa encomendada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em dezembro de 2021, 76,3% da população estava endividada. Esse é o maior patamar histórico desde 2010, quando iniciou-se a contagem. Diante de um cenário de endividamento, ter conhecimento sobre economia doméstica é indispensável.

É preciso fazer ajustes nas finanças e usar a criatividade para fechar o mês no azul. Para ajudá-lo nessa tarefa, separamos algumas dicas de economia doméstica.

14 dicas de economia doméstica para aplicar hoje mesmo

1. Compare preços na internet

Apesar de parecer boba, esta dica pode fazer você economizar muito. De forma geral, os preços para eletrodomésticos, móveis e aparelhos eletrônicos são menores na internet. Existem sites e aplicativos que comparam o preço do que você pretende comprar em vários sites ao mesmo tempo. Mas lembre-se de considerar a taxa de entrega.

Antes de sair par afazer as compras, você deve conferir qual mercado na sua área oferece, no geral,
a melhor oferta de sua lista. Você poderá ver ofertas de todos os mercados da sua cidade de uma maneira fácil e rápida. Compare os preços dos produtos que está planejando comprar e monte a sua lista de compras. Uma outra forma de economizar é escolher artigos de marcas próprias do supermercado sempre que estejam disponíveis; eles costumam ser mais baratos do que artigos de marcas do mesmo tipo.

Mas o ganho com a comparação de preços pela internet não se resume ao dinheiro, mas também ao tempo gasto procurando o melhor preço. Quando procuramos pelo melhor preço presencialmente sem termos uma noção geral, acabamos levando muito tempo caminhando de loja em loja. E tempo é algo extremamente valioso; principalmente para quem está endividado e precisa fazer renda extra. 

2. Procure ofertas duplas e compre em quantidade

Comprar em quantidade é em geral mais barato. É excelente para artigos que podem ser armazenados, como massas e arroz, mas é necessário espaço para guardá-los. Se você não tem muito espaço ou sente-se atraído pela economia proporcionada pela compra em quantidade de itens perecíveis como queijo ou carne, por que não comprar com seus pais ou amigos e dividir as compras?

Os supermercados anunciam, com frequência, ofertas “leve 2 e pague 1” para aumentar a saída de um determinado produto – e os dois saem por preços mais baixos no fim. Um outro exemplo: uma loja pode anunciar um alimento que você adora em uma embalagem maior e dar de brinde um produto que você ainda não conhece. Não tenha medo de experimentar! Aproveite a oferta, mas antes confira se o preço do produto está realmente com desconto, ou se o valor do brinde está embutido no total, e confirme também o prazo de validade.

Mas, atenção, nunca compre nada, não importa quão tentadora seja a oferta, a menos que vá usá-lo. Promoções do tipo “leve 2 e pague 1” são ótimas, mas apenas para produtos que você usa e que podem ser estocados sem problemas. Talvez isso não seja tão bom para artigos perecíveis.

3. Prepare cardápios semanais

Se você planeja suas refeições por semana e faz uma lista de compras de acordo com os menus, estará menos suscetível a compras de impulso quando entrar no supermercado. A configuração das lojas induz os consumidores a passar por vários produtos tentadores. Então decida, antecipadamente, o que vai comprar e atenha-se à lista. E, se precisar dar uma passada em um supermercado para comprar um item do qual tenha se esquecido, use uma cesta. É fácil começar a adicionar extras a um carrinho.

4. Invista no DIY

Com a enxurrada de tutorais disponíveis na internet, hoje você pode aprender a fazer muita coisa e, assim, economizar dinheiro. Desde sabão até itens de decoração, por exemplo. O Do It Yourself (DIY) ou Faça Você Mesmo é uma tendência na internet e pode ser uma forma de economia, mas também pode ser uma forma de fazer renda extra.

5. Participe dos programas de fidelidade

Se você sempre compra em uma loja, procure saber se há algum programa de fidelidade que dê descontos ou acúmulo de pontos de acordo com o número de compras realizadas. Hoje em dia muitas empresas têm investido nesse tipo de serviço para fidelizar o cliente. 

Mas, atenção, a grande vantagem aqui é você pegar os gastos que já faz e convertê-los em benefícios e não gastar mais para acumular pontos.

6. Faça mais programas em casa ou gratuitos

Aqui no site nós já demos algumas dicas de programas culturais que você pode fazer de graça ou gastando muito pouco. Contudo, sair é sempre mais caro do que fazer um programa em casa. Afinal, mesmo em programas gratuitos você provavelmente terá que gastar com transporte e alimentação. Sendo assim, na medida do possível, intercale sua programação e comece a se divertir mais em casa. Veja aqui 5 dicas para ter uma verdadeira noite de cinema em casa!

7. Não pague suas contas com atraso

Embora inicialmente a multa e os juros pareçam insignificantes, o acúmulo deste valor por mês representa uma quantia relevante ao final do ano. Faça uma planilha para controlar os seus gastos e acompanhe de perto como está a sua vida financeira e as datas de vencimento das suas contas. Se for preciso altere a data de vencimento de alguma conta.

8. Evite passear em shopping

Shoppings são verdadeiros templos do consumo; mesmo um passeio despretensioso pode acabar fazendo um rombo na sua vida financeira. Evite shoppings e centros comerciais sempre que possível e fuja da tentação.

9. Evite comer fora e aprenda a cozinhar

Comer em casa representa uma boa economia. Abuse dos tutoriais disponíveis na internet e confira a nossa categoria Sabor de Casa para aprender a fazer qualquer tipo de prato!

10. Reveja seus gastos com planos de internet e celular

Dependendo do caso, se você permanece por muito tempo com o mesmo provedor de internet, telefone ou TV, pode estar pagando demais. Esteja disposto a trocar para conseguir os melhores negócios. Com a concorrência maior entre operadoras, é possível conseguir descontos e benefícios. Pesquise os melhores preços e economize!

11. Fuja de cartões com anuidade

Hoje há uma variedade de bancos digitais que oferecem cartões livres de anuidade. Se você ainda paga anuidade, negocie com seu banco ou simplesmente encerre sua conta e abra em um banco com mais vantagens para o seu bolso.

12. Desapegue e venda o que não usa mais

Certamente tem algo em casa que não tem mais utilidade para você, mas tem valor de mercado. Faça uma seleção dos melhores produtos e use a internet para vendê-los; dá para fazer uma boa renda extra vendendo o que você não usa mais e, assim, recuperar as suas finanças. 

14. Invista seu dinheiro

É preciso ter equilíbrio e não adianta economizar por economizar. Sempre invista o seu dinheiro e estabeleça metas. Ter um dinheiro guardado para emergências também será de grande ajuda para evitar o endividamento. Veja aqui como fazer uma reserva de emergência.

Gostou dessas dicas de economia doméstica? Então siga a gente no Facebook e Instagram para mais dicas!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados