Faça uma busca
|
Publicado em: 18 de janeiro de 2022

Alimentação para idosos: saúde e bem-estar

Com o avanço da idade, é necessário aumentar os cuidados com a alimentação e suas consequências para a saúde do idoso.

Alimentação para idosos: saúde e bem-estar Imagem: drobotdean/freepik

A alimentação tem um papel muito importante ao longo da vida toda, principalmente na terceira idade. Ela é capaz de prevenir doenças e auxiliar em um envelhecimento saudável. Por isso, é importante ter certos cuidados com a alimentação para idosos.

Para uma alimentação equilibrada é importante que as necessidades nutricionais de cada pessoa sejam avaliadas. Por isso, é recomendado que os idosos se consultem com um profissional de saúde para receber as orientações adequadas para uma dieta considerando suas restrições e recomendações alimentares.

Leia também: Vitaminas e minerais importantes para combater a tristeza

Dito isso, como coordenadora do Centro de Competência de Alimentação e Saúde da PROTESTE, busco trazer informações que possam orientar os consumidores sobre hábitos alimentares mais saudáveis em diferentes momentos da vida.

A seguir darei algumas informações importantes sobre como deve ser a alimentação para que o idoso possa desfrutar de mais saúde e bem-estar. Acompanhe! 

Desafios para os idosos

O corpo muda com a velhice, desde os cabelos grisalhos até as limitações físicas. Situações que passavam despercebidas antes, agora na terceira idade podem precisar de certos cuidados. Para entender como a alimentação para idosos deve ser pensada, é muito importante compreender essas mudanças. Veja a seguir alguns exemplos.

Dificuldade de mastigação

Uma das mudanças que ocorre no corpo com o passar dos anos e que interfere na alimentação do idoso é a dificuldade de mastigação. Seja por causa do uso de próteses dentárias ou pela redução da força e mobilidade da mordida, o idoso possui uma maior dificuldade em comer alimentos mais sólidos.

Dessa forma, muitos deixam de comer alimentos saudáveis que oferecem uma mastigação dificultosa, como oleaginosas, frutas mais sólidas como a maçã, carnes, alimentos integrais e vários vegetais crus.

Dificuldade para preparar os alimentos

Outra dificuldade que o idoso passa a perceber com o avançar da idade é a dificuldade em preparar os alimentos. Com o passar dos anos, a mobilidade é reduzida, assim como os músculos que são responsáveis pela força física. Dessa forma, pessoas idosas têm mais dificuldade em preparar certos alimentos e refeições.

Por causa dessa dificuldade, é comum que o idoso acabe pulando algumas refeições e não coma determinados alimentos importantes para uma dieta saudável.

Alterações gastrointestinais

Por fim, uma das mudanças mais importantes no corpo que surgem com a terceira idade são as alterações gastrointestinais, como a diarreia e a prisão de ventre. Com a diminuição do ritmo de atividade física e outras diversas alterações que ocorrem no corpo, é comum que o intestino passe a funcionar de forma diferente com a idade avançada.

Essa mudança também pode ser uma dificuldade para a alimentação do idoso, já que ele pode acabar restringindo a ingestão de certos alimentos para não causar desconforto gastrointestinal.

Principais nutrientes para os idosos

alimentação para idosos
Alimentar-se bem é importante para garantir os nutrientes necessários para o organismo. (Imagem: gpointstudio/iStock)

Em cada fase da vida o organismo requer uma nutrição específica. No caso dos idosos, há diversos nutrientes essenciais para manter uma boa saúde e garantir o bem-estar, considerando todas as dificuldades que eles já sofrem com as suas limitações físicas.

Separei alguns nutrientes essenciais nessa fase da vida para explicar seus benefícios e onde encontrá-los com facilidade.

Cálcio

O cálcio é um dos minerais mais importantes para o organismo, pois ele é responsável por toda a estrutura óssea. Diversos fatores podem fazer com que os níveis de cálcio fiquem abaixo do recomendado na idade avançada, e isso pode levar a diversos problemas, como a osteoporose.

A quantidade recomendada de cálcio a partir dos 50 anos é de 1.000 mg por dia. Sendo que esse nutriente pode ser encontrado em diversos alimentos, como leite, laticínios, folhas verdes, leguminosas, sementes e peixes.

Ômega 3

O ômega 3 é um dos antioxidantes mais conhecidos no mundo, explica o Ministério da Saúde. Ele é encontrado principalmente em peixes marinhos, como salmão, sardinha, arenque, anchova e atum. Os seus benefícios para o organismo são muitos, sendo que os principais deles são: redução do colesterol, ação anti-inflamatória, evita a formação de coágulos, previne contra doenças cardiovasculares e controla a glicemia.

Fibras

Outro nutriente muito importante para os idosos são as fibras, afirma o Hospital Sírio Libanês. Elas ajudam no trânsito intestinal e ainda oferecem saciedade. Devido a dificuldade de mastigação, é comum os idosos consumirem menos fibras e isso pode contribuir para a prisão de ventre.

Essas substâncias são encontradas em vegetais, grãos, opções integrais, leguminosas, farelos, entre outros alimentos. E os seus benefícios incluem: manutenção da microbiota intestinal, melhora do sistema digestivo, aumento da saciedade, diminuição do colesterol e da glicemia.

Potássio

O potássio também é um mineral muito importante para nosso organismo, principalmente na idade avançada. Ele é encontrado abundantemente em diversos vegetais, tais como: banana, goiaba, abacate, açaí, mamão, kiwi, grãos, frutas secas e oleaginosas, explica a Sociedade Brasileira de Nefrologia.

O consumo de potássio oferece vários benefícios para o organismo, como melhora do sistema cardiovascular, fortalecimento dos ossos, alívio de dores e cãibras e funcionamento do sistema nervoso.

Vitamina B12

Dentre as vitaminas que são essenciais na terceira idade a vitamina B12 é uma das principais. Ela atua no organismo reduzindo a sensação de fadiga, evitando a anemia, protegendo os neurônios e diminuindo a sensação de formigamento.

As principais fontes de vitamina B12 são: fígado, carne vermelha, ovos, leite e derivados, salmão, atum, leites vegetais enriquecidos com vitamina B12 e levedura nutricional.

Alimentação saudável para idosos

Considerando todas as dificuldades que os idosos podem ter devido a idade avançada e suas limitações para se alimentar, é primordial que o cardápio seja saudável, pensado nas deficiências nutricionais de cada um e planejado para que proporcionem bem-estar.

A alimentação saudável é uma das formas de auxiliar na saúde e bem-estar das pessoas, atuando na prevenção de doenças e na manutenção do organismo de acordo com as necessidades em cada fase da vida.

Sendo assim, separei algumas dicas importantes para garantir uma alimentação saudável para idosos e como colocá-las em prática no dia a dia.

Invista em alimentos integrais

Os alimentos integrais são ricos em diversos nutrientes e são considerados saudáveis, já que foram minimamente processados. Quanto menos industrializado for um alimento, mais nutrientes ele terá. Esse é o caso de grãos como o arroz, de farináceos como a farinha de trigo integral, entre outros alimentos.

Para incluir mais alimentos integrais no dia a dia é interessante substituir o arroz branco por opções mais saudáveis, como o arroz integral, negro ou vermelho, por exemplo. Além disso, o pão feito com farinha branca pode ser substituído por pão integral, assim como as massas também já possuem essa variedade.

Evite alimentos gordurosos

Alimentos gordurosos devem ser evitados em todas as fases da vida. No caso dos idosos, podem trazer diversos prejuízos ao organismo, como aumento do colesterol e maior risco de doenças cardiovasculares. O consumo de gordura na idade avançada também pode contribuir para as alterações gastrointestinais e favorecer o surgimento de doenças do sistema digestivo.

Portanto, o idoso deve evitar os alimentos ricos em gorduras ruins, como as frituras, alimentos industrializados, carnes e queijos gordurosos, entre outros alimentos desse tipo.

Beba água

Outra dica muito importante sobre alimentação para idosos é aumentar o consumo de água. É muito comum negligenciar o consumo de água ao longo do dia. Às vezes por esquecimento ou por não gostar da bebida, os idosos podem acabar consumindo uma quantidade bem abaixo do que é recomendado por dia.

Leia também: Por que beber água é importante? Veja 6 dicas para se manter hidratado

O consumo de água é muito importante para o funcionamento do organismo. Esse elemento compõe aproximadamente 70% do nosso corpo, sendo essencial para a produção de sangue, para funcionamento adequado dos órgãos, entre outras funções.

Por isso, beber água é importante para garantir que o organismo funcione adequadamente. Nesse caso, uma das formas de aumentar o consumo é ter sempre uma garrafa por perto, saborizar a bebida e consumir alimentos ricos em água, como chás e frutas, por exemplo.

Planeje suas refeições

Planejar as refeições é muito importante para que os idosos não pulem nenhuma das refeições e coma os alimentos essenciais em seu dia a dia. Por isso, o mais recomendado é que pessoas com idade avançada sejam acompanhadas por profissionais da saúde, como o nutricionista ou nutrólogo. Eles estão habilitados para a elaboração de um cardápio com base em suas necessidades alimentares.

A partir de um planejamento com todas as refeições, é possível garantir que todos os nutrientes essenciais sejam consumidos diariamente e que o idoso tenha uma alimentação mais equilibrada. 

Leia o rótulo dos alimentos

Por último, é importante lembrar que ler o rótulo dos alimentos é imprescindível para garantir uma alimentação saudável. Ele descreve todos os ingredientes daquele produto e explica suas informações nutricionais. A dica nesse caso é: dê preferência para produtos com poucos ingredientes e que não possuem conservantes como sódio e gordura trans. Na dúvida, é sempre melhor levar alimentos in natura ou minimamente processados.

Informe-se com a PROTESTE

Agora que já sabe de todas essas dicas importantes de alimentação para idosos, convido você a conhecer a PROTESTE e se manter informado com nossos conteúdos. Somos a maior associação da América Latina que auxilia os consumidores a ter seus direitos garantidos.

Conheça o blog MinhaSaúde para ler novos conteúdos sobre saúde, alimentação e bem-estar. Os artigos desmistificam temas relevantes para você e sua família, por isso acreditamos que a informação de qualidade pode melhorar a vida dos brasileiros.

Pryscilla Casagrande
Pryscilla Casagrande
Mestre em Alimentos e Nutrição pela UNIRIO, graduada em Engenharia de Alimentos pela UFRRJ, pós-graduada MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas e especialista em Chocolates e Açúcares pelo Central College of the German Confectionery Industry (ZDS) em Solingen, Alemanha. Atualmente é Coordenadora do Centro de Competência de Alimentação e Saúde da PROTESTE – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados