Faça uma busca
|
Publicado em: 28 de abril de 2022

Atividade física em grupo: um incentivo a mais para continuar

Ter uma companhia e apoio pode ser fundamental para ter um bom rendimento.

Imagem: Viacheslav Peretiatko/iStock

Pedro treina na academia na qual eu passo grande parte de meus dias. Ele é gente boa, tem ótimo condicionamento físico (sobretudo aeróbio) e gosta de correr. Sempre nos esbarramos, batemos um papo e já montei alguns programas para ele. Recentemente percebi que Pedro estava meio abatido e fui lhe perguntar o que havia acontecido.

Sem motivo específico, o desânimo estava constante em sua rotina. Pedro estava bem no trabalho, em seu casamento, seus familiares estavam todos bem e sua saúde ótima. Mesmo assim era nítido que ele não estava bem. Na tentativa de animar Pedro, convidei-o para fazer uns treinos comigo (meu condicionamento aeróbio é melhor do que o dele porém não representaria problema algum para mim fazer alguns treinos com menos intensidade e volume para que Pedro voltasse a estar plenamente bem). Ele aceitou.

Leia também: A influência da saúde mental nos resultados do treinamento

Dias depois, nos encontrarmos às cinco e meia da manhã e fomos correr. Ajustei o ritmo para que Pedro treinasse dentro de suas limitações. Fizemos 12km conversando, rindo, falamos da vida, das metas e do quanto temos o maior de todos os privilégios: estamos vivos! Pedro gostou bastante da atividade e combinamos que, em pelo menos um dia na semana, iríamos correr juntos.

Os dias foram passando, os treinos em dupla foram acontecendo e Pedro foi ficando melhor. As conversas o faziam bem. Tive, mais uma vez, uma grande certeza que tenho na vida: a gente ajuda mais as pessoas ouvindo do que falando. Pedro tinha questões internas que precisavam sair e fiquei feliz em ter conseguido ajudar.

Mesmo com Pedro tendo ficando melhor, continuamos a realizar alguns treinos juntos. Foi ótimo para mim também, afinal de contas quando ajudamos alguém, ajudamos a nós mesmos também.

Encontrando um incentivo e um apoio para continuar

O caso de Pedro representa um exemplo comum na sociedade: ainda que estejamos com todas as peças dentro da gente, às vezes nos permitimos ficar abatidos. Costumo dizer que nossos problemas e soluções estão dentro da gente. Contudo, em algumas ocasiões não conseguimos nos ajudar sozinhos e uma ajuda exterior é bem vinda.

Nem sempre a pessoa percebe, mas caso se identifique pelo momento que Pedro viveu, tente fazer algum tipo diferente de treino, convide alguém para treinar com você. A atividade física tem potencial para nos ajudar sempre que precisamos.

Treinar em dupla, trio ou grupo é bacana: há risadas, escuta, desafios etc. Vá em frente! Temos, dentro de nós, tudo aquilo que precisamos. E JAMAIS deixe de treinar. Há sempre um incentivo a mais para nos mantermos ativos.

André Messias
André Messias
Doutorando em Epidemiologia em Saúde Pública pela FioCruz, é mestre em Ciências Cardiovasculares pelo Instituto Nacional de Cardiologia, o professor e personal trainer André Messias tem como prioridade a saúde e a qualidade de vida. Ele acredita que as escolhas relacionadas ao estilo de vida, em especial à prática de exercícios físicos, são essenciais para nossa saúde física, mental e social. E que, portanto, cabe a todos nós uma reflexão de como estamos vivendo.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados