Faça uma busca

Histórias que a vida conta

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

MAIS SOBRE Histórias que a vida conta

Os animais que chegavam e partiam

Imaginou que eles haviam morrido porque ela não cuidou deles como deveria. Era quase uma assassina.

Por: Claudia Nina, em: 15 de agosto de 2021

O ritual da infância aos domingos

“Estou morrendo”, era a frase preferida da avó, mesmo que diante da mesa farta com filhos e netos como audiência.

Por: Claudia Nina, em: 8 de agosto de 2021

Os braços da memória e um corpo ausente

A memória que surgia daqueles guardados parecia ter vários braços e ela se sentiu de repente presa a cada um deles.

Por: Claudia Nina, em: 1 de agosto de 2021

A proibição não explicada e a visita à casa do bisavô

O que mais atordoou a menina ao longo dos anos foi que a proibição não foi clara nem teve argumentos sólidos.

Por: Claudia Nina, em: 25 de julho de 2021

Sobre guardatórios e paisagens futuras

A menina vivia em um mundo tão particular que os pais nem sonhavam em como ela sonhava conhecer lugares novos.

Por: Claudia Nina, em: 18 de julho de 2021

O sofá vermelho de estimação

O sofá era o ponto alto, o sorriso de toda a pequena casa.

Por: Claudia Nina, em: 11 de julho de 2021

A valiosa coleção de conchinhas

Ela ganhou três conchas gigantes que pareciam coisa dos mares muito profundos.

Por: Claudia Nina, em: 4 de julho de 2021

O aniversário esquecido no supermercado

Era mais uma manhã como as demais, sacola na mão, rumo ao mercado. Encheu a cesta e foi ao caixa.

Por: Claudia Nina, em: 27 de junho de 2021

A menina, o passarinho e o despertador na varanda

Por mais que tentassem fazer nascer dentro dela alguma comiseração ou poesia, de nada adiantava.

Por: Claudia Nina, em: 20 de junho de 2021

Uma descoberta na loja de departamentos

Achou que poderia ficar ali algumas horas, meditar, tomar um bom café, quem sabe um chocolate quente.

Por: Claudia Nina, em: 13 de junho de 2021