Faça uma busca
Sob os holofotes

“Foi difícil ultrapassar a casa dos 50 anos”, declara Paula Burlamaqui

A atriz que está no ar interpretando Letícia Monteiro, na trama “Órfãos da Terra”, conversou com o jornalista Márcio Gomes. Confira!

Escrito por:

Márcio Gomes

Redator
Paula Burlamaqui
Rede Globo/ Divulgação
Publicado em: Última atualização:

Quem estava acostumado a ver Paula Burlamaqui nas novelas sempre com o cabelo loiro pode estar estranhando um pouco o novo visual da atriz, que adotou fios no tom escuro e agora está morena. Tudo para viver Letícia Monteiro, na trama “Órfãos da Terra”.

Table Of Contents[ Hide ]

“Estava há anos loira. Bastava falar o meu nome e as pessoas me associavam àquela imagem da mulher de cabelos claros. Como a personagem é uma médica, faz um trabalho sério, então, quis mudar. Estou curtindo a raiz escura, mas quando acabar a novela vou pintar, de novo, tudo de loiro (risos)”, entrega.

Por falar em cabelo, vaidosa com as madeixas, Paula Burlamaqui relembra que aos 20 anos adotou um corte mais radical, na época da novela “Olho por Olho”.

“Ficou bem curtinhos, no estilo ‘Joãozinho’. Lindo! Mas nesse tempo eu poderia fazer qualquer coisa que ficaria bacana. Porém, quando você tem mais idade é complicado”, frisa.

Crise aos 50

Aos 52 anos e conhecida na TV por papéis como Islene, em “América”; Teresa, em “O Profeta”; Stela, em “A Favorita” e Dolores Neiva (Soninha Catatau), em “Avenida Brasil”, a atriz afirma que não vê tantos benefícios no passar dos anos.

“Foi difícil ultrapassar a casa dos 50 anos. Eu tenho crises todos os dias. Acho um horror envelhecer. As pessoas falam que é bom, mas eu não acho. E falo isso com a maior propriedade do mundo. Claro que não vou pirar e entendi todo esse processo. Porém, dizer que a velhice é boa, isso não é”, dispara a atriz.

Confira: “É preciso aceitar que todo mundo envelhece”, defende Cláudia Ohana

E ainda completa: “Mas tudo bem porque a gente fica mais madura, menos ansiosa, temos um controle da vida.”

Restrita com a alimentação

Órfãos da Terra: Paula Burlamaqui (Rede Globo/Divulgação)

“Não existe isso! As meninas magérrimas que dizem que comem de tudo é mentira! Não dá para você beber e comer com abusos – como pizza, macarrão e outros – todos os dias e não engordar. É impossível ficar magra sem fechar a boca”.  

E Paula Burlamaqui segue o que diz. Com refeições leves, começa o dia comendo uma boa fruta. No almoço, arroz integral, salada, legumes e uma proteína leve. E no jantar, também opta por uma refeição leve.

As exceções chegam à sua rotina alimentar somente uma ou duas vezes na semana com um bom sushi à mesa. “Acho que há 10 anos não sei o que é um pedaço de pizza. Eu gostaria de comer japonês todos os dias, amo! Mas não posso por causa do arroz e do açúcar que estão presentes no sushi. Se pudesse, comeria todos os dias”, diz. “Doce nem pensar! O único que me permito é aquele 70% de cacau”.  

Descubra: Os benefícios do cacau para sua saúde

Malhação sempre

Acostumada a praticar atividade física, atualmente, a atriz intercala aulas de Crossfit com ginástica funcional. “Para ficar magra tem que malhar, não tem jeito. Faço as minhas atividades todos os dias. Além disso, gosto de passar um bom hidratante corporal e, à noite, não abro mão do meu creme para combater as rugas. É isso…”, finaliza.