Basta entrar no perfil de alguma rede social de Claudia Ohana para ver
que, realmente, a atriz está linda, com um corpão de arrasar. Aos
56 anos, mãe de Dandara Guerra e avó de Martim e Arto, conta que
se cuida cada vez mais, estando focada nos exercícios.

“Quanto mais velha, mais a gente precisa se cuidar. Eu faço ginástica,
esteira, um pouco de musculação e dança. Tento ir todos os dias à
academia. Quando não consigo, realizo um bom alongamento em
casa e uns abdominais. Eu tenho fases e fico mudando de atividade..”, entrega.

Sabendo lidar bem com o passar dos anos, Claudia conta que a
cobrança pelo padrão de beleza não é algo que a incomoda.

“É preciso aceitar que todo mundo envelhece. Não tem jeito! As
pessoas ficam irritadas porque os atores envelhecem. Mas não tem
como negar. Mesmo que você faça procedimentos, vai envelhecer”,
fala.

Leia mais: O poder da idade: como envelhecer brilhando

Corpo e mente em harmonia

Na busca pelo equilíbrio e qualidade de vida, a atriz frisa que de
nada adianta estar bem por fora e não se cuidar como um todo.

“É preciso ter fé em Deus, estar calma, em paz. Faço meditação, ioga, 
e durmo muito. Em média, umas nove horas por dia. Isso sempre, é fundamental. Não perco mais tempo saindo à noite. Ainda me
alimento bem e bebo muita água”, conta.

E completa: “Estou me preparando para chegar muito bem aos 60
anos”.

Cuidadosa

claudia ohana

Quando o assunto é pele, ela entrega que jamais dorme com
maquiagem e faz questão de limpar (bem) a região. A
única coisa que não gosta muito, mas que não abre mão no dia a dia, é filtro solar.

“Eu adoro ficar bem morena. Mas com um filtro solar forte
isso não acontece. Hoje em dia, eu não posso mais me queimar
como antes, uma pena”, diz.

No ar

De volta à TV, na novela “Verão 90”, Claudia Ohana relembra que a época em que a trama é contada foi um dos momentos mais puxados da sua carreira.

“Eu trabalhava muito. Não foi um tempo de farra. Veio a moda yuppie, que não era a minha onda. A minha nostalgia sempre foi mais os anos 80. É
engraçado porque parece que os anos 90 foi ontem. Para mim, não
é algo tão distante. É estranho falar que a década de 90 é de época
(risos)”, finaliza.

Márcio Gomes
Márcio Gomes
O carioca Márcio Gomes é apaixonado pelo jornalismo, tanto que o escolheu como profissão. Passou por diversas redações, já foi correspondente estrangeiro dos títulos da Editora Impala de Portugal, e editor na revista deBORDO. Escreveu para várias publicações como Capricho, Manchete,Desfile, Todateen, Seleções, Agência Estado/Estadão e outros. Márcio é “assim ó” com as celebridades, e agora toda semana convida uma delas para contar seus segredos de saúde e beleza – aqueles que nós, pobres mortais, também podemos adotar.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!