Algumas estratégias simples, como usar  ingredientes de época – eles custam menos e certamente estarão mais frescos e com melhor sabor. As livrarias e bancas de jornais estão cheias de livros e revistas de culinária do tipo “uma refeição em minutos”; então, aprender como fazer também não será caro. Cozinhar para você e sua família é mais saudável, barato, e acima de tudo não precisa tomar muito tempo.

Contas de mercado – Economize

Não deixe de ser criativo com as sobras. Você ficará surpreso com as deliciosas refeições que poderá preparar usando aquelas sobras de comida que ficam na geladeira. Dê uma busca em como usar as sobras para se inspirar.

  • 1 Consiga o melhor negócio

    Antes de sair, você deve conferir qual mercado na sua área oferece, no geral, a melhor oferta de sua lista e comparar preços dos produtos que está planejando comprar. Lembre-se também de escolher artigos de marcas próprias do supermercado sempre que estejam disponíveis; eles são normalmente mais baratos do que artigos de marcas do mesmo tipo.

    vadimguzhva/iStock
  • Prepare cardápios semanais

    Se você planeja suas refeições por semana e faz uma lista de compras de acordo com os menus, estará menos suscetível a compras de impulso quando entrar no supermercado. A configuração das lojas induz os consumidores a passar por vários produtos tentadores. Então decida, antecipadamente, o que vai comprar e atenha-se à lista. E, se precisar dar uma passada em um supermercado para comprar um item do qual tenha se esquecido, use uma cesta. É fácil começar a adicionar extras a um carrinho.

    vadimguzhva/iStock
  • 3 Estude padrões de vendas

    Eles podem não admitir, mas muitas cadeias de supermercados dão descontos em alimentos em intervalos regulares – por exemplo: um certo tipo de sorvete pode ficar a metade do preço a cada quatro semanas. Outros alimentos que aparecem com desconto regularmente são pães, refrigerantes, bebidas alcoólicas, sucos de frutas, congelados, morangos, alface, iogurte, frango e biscoitos. Depois de descobrir o padrão, você nunca mais precisará comprar esses produtos com preço máximo e poderá ir ao mercado em horários alternativos – como uma hora antes de o supermercado fechar, à noite, quando está vazio.

    iStock-638005140.jpg
  • 4 Semana de descontos

    Opte também pelos produtos de época (de acordo com a colheita das safras), pois, com maior oferta, os preços caem. Descubra ainda os dias da semana de desconto, comuns nas peixarias e açougues dos mercados, e sempre cheque a data de validade, tendo em vista que o produto pode se encontrar em promoção porque a data está próxima de vencer – e o mercado quer se livrar logo do produto para não ficar no prejuízo…

    shironosov/iStock
  • 5 Compre em quantidade

    Comprar em quantidade é em geral mais barato. É excelente para artigos que podem ser armazenados, como massas e arroz, mas é necessário espaço para guardá-los. Se você não tem muito espaço ou sente-se atraído pela economia proporcionada pela compra em quantidade de itens perecíveis como queijo ou carne, por que não comprar com seus pais ou amigos e dividir as compras?

    paylessimages/iStock
  • 6 Procure ofertas duplas

    Os supermercados anunciam, com frequência, ofertas “leve 2 e pague 1” para aumentar a saída de um determinado produto – e os dois saem por preços mais baixos no fim. Um outro exemplo: uma loja pode anunciar um alimento que você adora em uma embalagem maior e dar de brinde um produto que você ainda não conhece. Não tenha medo de experimentar! Aproveite a oferta, mas antes confira se o preço do produto está realmente com desconto, ou se o valor do brinde está embutido no total.

    Wavebreakmedia/iStock
  • 7 Compre porções maiores

    A menos que você more sozinho, procure comprar os alimentos em quantidade. Além das promoções, geralmente é mais barato comprar um produto feito para a família do que porções “para solteiros”.

    Wavebreakmedia/iStock
  • 8 Use cartões fidelidade

    As ofertas dificilmente são tão boas a ponto de fazer você trocar de supermercado, mas, se você sempre compra em uma loja, utilize o que o cartão dela oferece.

    gpointstudio/iStock
  • 9 Fique de olho no caixa

    Você pode achar que sistemas modernos de leitura óptica são infalíveis. Mas estudos revelam que discrepâncias entre o preço na etiqueta e o preço registrado ocorrem em cerca de 5% de todas as transações com caixa registradora. Então, observe a conta com atenção e reclame se encontrar um erro. Se houver etiquetas marcando preços diferentes, exija que seja cobrado o mais barato.

    SeventyFour/iStock
  • 10 Experimente os mercados locais 

    Em geral, o mercadinho – por ter um estoque pequeno – tem preços mais altos  do que os praticados pelos supermercados, mas, por outro lado, um produto de menor procura pode estar mais barato do que o usual. E tente pechinchar – especialmente se já for tarde do dia, as frutas e verduras não forem da melhor qualidade ou você precisar de uma grande quantidade.

    djedzura/iStock

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!