Na hora de construir o seu currículo, prestar atenção em alguns detalhes pode ser o fator principal entre a aprovação ou a rejeição em uma vaga. E o pior é que a maioria das pessoas cometem esses erros sem nem ao menos percebê-los. Confira alguns dos 15 principais erros na hora de construir o currículo:

 

1. Cometer erros gramaticais

Se o seu recrutador vir um erro gramatical em seu currículo, pode apostar que as suas chances serão quase zero. Antes de enviar o currículo, revise todo o texto com muito cuidado.

 

2. Falar demais

Recrutadores não estão interessados em sua redação ao analisar o seu currículo. No documento, seja o mais sucinto possível ao descrever as suas atribuições, habilidades e objetivos.

 

3. Não revisar erros de digitação

Pode ser que você acerte na gramática, mas e os erros de digitação? Uma letra trocada é suficiente para que o recrutador negue as suas chances.

 

4. Usar elementos visuais demais

O currículo pode ser melhorado graças a algumas saídas visuais, como ícones ou formas, mas não exagere. Tente ser sóbrio ao construir o layout, e use cores e elementos que traduzam a sua personalidade.

 

5. Não organizar as experiências por ordem cronológica

O recrutador precisa entender como você chegou até ali. Por isso, ele avaliará também a sua evolução profissional através da ordem cronológica das suas experiências. E não se esqueça de colocar as datas!

 

6. Dados pessoais desnecessários

Deixe para informar dados pessoais como RG, CPF ou número do PIS/Pasep apenas se for aprovado. Esses documentos não são necessários ao recrutador.

 

7. Não informar a escolaridade

Muitas pessoas omitem a escolaridade de seus currículos, e isso pode ser um fator crucial na seleção. Prefira informar a graduação, se tiver, e títulos posteriores apenas. Se tiver até o ensino médio, informe do mesmo jeito.

 

8. Deixar espaços em branco no currículo digital

Se você está preenchendo um formulário digital, preencha todos os campos a fim de completar o seu cadastro. Campos em branco prejudicam a sua visibilidade e deixam uma interrogação em quem está recrutando. Entenda também como criar um currículo digital no LinkedIn.

 

9. Não se informar sobre a candidatura

Não conhecer a empresa e a vaga é um erro fatal que pode não apenas acabar com as suas chances, como também fazer o seu nome ser eliminado de oportunidades futuras. Busque sempre saber mais sobre a empresa, sua missão e objetivos, além de tirar suas dúvidas sobre o cargo logo no e-mail, se for necessário.

 

10. Informar qualidades aleatórias

O documento que você está enviando deve informar o porquê você é ideal para a vaga. Não importa se você é bom em cálculos se está concorrendo a uma vaga que não utilizará esta habilidade. Além disso, pode parecer que você está tentando enrolar o recrutador. Atenha-se ao que é pedido na descrição do emprego!

 

11. Utilizar fotos impróprias

Essa dica vale não só para currículos físicos como também para os digitais. Não utilize fotos em trajes de banho, em situações extrovertidas demais ou sem camisa. Não precisa ser uma 3×4 séria, pois um sorriso não atrapalhará a seleção. Apenas tenha cuidado na escolha.

 

12. Informar cursos que não interessam à vaga

Você pode ter o certificado de conclusão de centenas de cursos, mas apenas um pode ser útil para a vaga. Não importa: informe apenas o que interessar às competências do cargo.

 

13. Contar mentiras

Esta nem devia ser uma dica nesta lista, mas mentir também não é uma boa ideia. Pode ter certeza: seu recrutador lerá todas as informações e fará perguntas sobre cada uma delas, além de testar as qualidades informadas posteriormente. Então dizer mentiras no currículo será apenas uma perda de tempo – e de dignidade.

 

14. Utilizar fontes diferentes 

Como dito anteriormente, o layout do currículo é um elemento importante para o seu recrutador. Um layout sóbrio e organizado ajudará no entendimento das informações e passa uma boa impressão. Por isso tente utilizar no máximo duas fontes diferentes para digitar o seu. Dica: utilize um tipo no seu nome e títulos das seções, e outro tipo para o texto em geral.

 

15. Informar a pretensão salarial quando não for pedida

Se a vaga de emprego não pede que você informe a pretensão salarial, deixe esse assunto para depois. Nunca coloque essa observação no seu currículo, pois serão muitos pontos a menos para você.