Nos últimos dois anos o país passou por uma grave crise econômica que resultou no aumento do desemprego e do endividamento das famílias, principalmente da classe média. Nesse cenário, muitas pessoas não conseguiram pagar os valores dos alugueis e entregaram os imóveis ou negociaram com os proprietários uma redução do valor pago mensalmente. Com isso, a média dos valores de aluguéis reduziu bastante.

Mesmo se este não for o seu caso, aproveite o momento para também renegociar o aluguel e reduzir seu custo fixo de vida enquadrando o valor que você paga ao valor de mercado. Se conseguir reduzir este custo, poderá aumentar sua reserva de segurança, investir este saldo positivo ou guardar para um projeto futuro importante.

Se você é um bom pagador, que não costuma atrasar os pagamentos e conserva bem o imóvel onde mora, não tenha medo de contatar a imobiliário ou proprietário do imóvel onde você mora. Provavelmente eles já devem estar esperando por este movimento, porque é uma tendência atual do mercado de aluguel. E existe uma grande chance de você ter sucesso nessa negociação, afinal, os proprietários sabem da dificuldade de alugar novamente para um bom pagador, se você realmente decidir sair do imóvel.

Por outro lado, você pode encontrar outros imóveis com valores mais acessíveis e que sejam interessantes, se realmente decidir se mudar para reduzir seu custo fixo e ter um saldo positivo sobrando no final do mês.

Mas por onde começar a renegociar o aluguel?

Faça uma pesquisa sobre o valor dos alugueis no seu bairro. Não precisa contratar um especialista em imóveis ou um corretor, você pode fazer uma pesquisa em sites de imobiliárias que anunciam imóveis. Pesquise por imóveis semelhantes ao seu considerando a mesma quantidade de quartos, metragem semelhante, se possui vaga de garagem e área de lazer no condomínio (caso o seu possua), além do estado de conservação. Todas essas características afetam o preço do valor do aluguel. Não esqueça de considerar também os valores de IPTU dos imóveis pesquisados, pois isso deve ser levado em conta numa decisão por mudança de endereço.

Pesquise ao menos dez apartamentos e faça uma média do valor para comparar com o que você está pagando atualmente. Você pode pedir para reduzir o valor do seu aluguel para o mesmo valor da média de sua pesquisa, ou até mesmo para um valor um pouquinho abaixo (até 5% menor), argumentando que existem oportunidades interessantes nas redondezas e que você estaria disposto a se mudar. Não esqueça de anotar os endereços e as características, pois isso pode ser necessário na apresentação. Seu argumento será mais forte se você tiver a pesquisa para apresentar.

Leia também: 10 dicas para negociar melhor e pagar menos

Mas não ameace entregar o apartamento argumentando que tem intensão de se mudar se você realmente não tiver, pois o proprietário poderá exigir a devolução do imóvel no final do prazo da locação, ou se você já cumpriu o prazo de trinta meses e o contrato estiver prorrogado por prazo indeterminado. Se você adora o lugar onde mora, peça apenas a redução do aluguel mostrando que está pagando um valor acima da média e deseja regularizar esta situação, ou porque está enfrentando dificuldades financeiras.

Se é o caso de já estar enfrentando dificuldades para arcar com esta despesa, tenha em conta em sua pesquisa imóveis em outros bairros, mesmo que sejam próximos, considerando mudar a sua rotina. A redução do valor do aluguel pode representar uma economia importante para a família.

Por Samasse Leal

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!