Quando você organizou o seu guarda-roupa ou garagem pela última vez? Chegou a jogar alguma moeda, pôster ou revistas no lixo? Então, infelizmente temos uma má notícia: você provavelmente perdeu a chance de ganhar algum (ou muito) dinheiro. Isso porque produtos antigos geralmente podem valer muito depois de um tempo!

Veja também: 10 dicas para negociar melhor e pagar menos

Há colecionadores para tudo: desde os itens mais comuns, como tampinhas ou garrafas, até álbuns de figurinhas. Você certamente já deve ter ouvido falar de alguma compra milionária por moedas antigas, por exemplo. É disso que estamos falando!

A fim de entender melhor, separamos a seguir 23 itens que podem valer uma fortuna nos dias de hoje. Alguns sites, como o Mercado Livre ou OLX, podem ser pontos de venda ideais para esse tipo de troca de produtos antigos. Vale a pena tentar!

Saiba quanto pagar

Antes de vender seus produtos (ou comprá-los), caso você se interesse, é preciso tomar alguns cuidados. Veja algumas dicas a seguir:

  • Faça vendas através de sites verificados, como o Mercado Livre, o Enjoei ou OLX.
  • Nunca forneça dados pessoais para os compradores, como o endereço de sua casa.
  • Pesquise o preço do produto antes de comprar ou vender.
  • Tome cuidado com quem quer exagerar no preço de produtos antigos. Muitas vezes o artigo pode ser mesmo muito caro, mas há pessoas que tentam se aproveitar da procura de peças antigas.
  • Se realizar uma venda, prefira um local público, e tome os devidos cuidados de higiene em função da COVID-19.

Descubra a seguir 23 produtos antigos que podem valer muito dinheiro:

mactrunk/iStock

1. Discos de vinil

Os vinis até ensaiaram uma volta triunfal há pouco tempo, mas acabaram mesmo virando artigo de colecionadores. Alguns chegam a valer cerca de duzentos reais, mas exemplares raros podem ter um preço ainda maior, como é o caso de uma edição especial de Natal do álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, lançado pelos Beatles em 1967, que vale cerca de R$ 620 mil. No entanto, se você tem edições mais básicas em casa, ainda pode faturar uma grana se encontrar colecionadores dispostos a pagar por um preço justo.


Rawf8/iStock

2. Tocador de discos de vinil

Como muitas pessoas ainda querem tocar os vinis, claro que seria necessário uma vitrola para isso. Alguns modelos mais antigos, como as virolas fabricadas pela Paillard, chegam a valer quase dois mil reais. Tem uma dessas em casa e em bom estado? Pode ser que um ótimo negócio esteja ao seu alcance…


Macrovector/iStock

3. Selos postais

As coleções de selos podem ser hobbies que movem fortunas. Muitos colecionadores já ofereceram montanhas de dinheiro por selos postais raríssimos – como é o caso do Swedish Treskilling Yellow, considerado o selo mais caro do mundo, vendido em 2010 pela bagatela de 1,6 milhão de libras (na cotação atual, o valor equivale a cerca de R$ 10,8 milhões). Outro exemplo de raridade é o Penny Black, emitido no Reino Unido em 1840. Um bloco com 12 desses selos raros é avaliado em 675 mil libras esterlinas (aproximadamente R$ 4,5 milhões)!


vbacarin/iStock

4. Violões

Se você fez a alegria da sua rodinha de amigos em algum momento da juventude, mas hoje não consegue nem mesmo pegar a paleta que caiu no chão, talvez vender seu violão renda uma graninha extra. Alguns anúncios em sites de usados expõem modelos por cerca de mil e quinhentos a dois mil reais. Mas você sabe qual é o violão mais caro do mundo? Ele se chama Eric Clapton’s CF Martin & Co., Circa, e vale nada menos que 781.500 dólares – aproximadamente R$ 4,09 milhões! O instrumento foi usado durante MTV Unplugged que Eric Clapton realizou em 1992.