Se existe uma palavra que simboliza o cinema, essa palavra é Hollywood. Considerado o lugar do mundo que mais publicidade faz de si mesmo, Hollywood chegou a construir nas colinas vizinhas o seu nome em letras garrafais, do tamanho de um prédio de cinco andares. E, no entanto, esse famoso centro da indústria cinematográfica era uma região de pomares poeirentos nos arredores de Los Angeles.

Comprado em 1880 pelo especulador imobiliário Horace H. Wilcox, a localidade foi batizada como Hollywood por sua mulher, Daeida, em homenagem à casa que um amigo possuía em Chicago. Fervoroso adepto da Lei Seca, Wilcox esperava fazer de Hollywood uma comunidade religiosa sem bebidas alcoólicas, mas os acontecimentos contrariaram-no.

Em 1910, Hollywood foi incorporada a Los Angeles. Na época, os primeiros realizadores de cinema já se encontravam na região, pois tinham se dado conta de que o sul da Califórnia oferecia condições ideais: sol frequente e uma diversidade de paisagens cenográficas – deserto, mar, montanhas e florestas.

A celebridade nos subúrbios

Em 1913 estreava The Squaw Man, de Cecil B. De Mille. Foi o primeiro longa-metragem feito Hollywood e constituiu um êxito de bilheteria. Com De Mille no comando, a recém-fundada Paramount prosperou. Logo se seguiram seis outras companhias: Universal, Fox, MGM, Warner Brothers, United Artists e Columbia. Por volta de 1920, já era indiscutivelmente a capital cinematográfica do mundo.

Veja mais: as surpreendentes casas de escritores famosos que você precisa conhecer

Ao longo das três décadas seguintes, atraiu os melhores escritores, produtores e atores do mundo – que acorriam à nova cidade em busca de fama e dinheiro. Mas apesar das estrelas que lá vivem, Hollywood é apenas um prolongamento da vasta e poluída área urbana de Los Angeles e, como dizia o escritor Raymond Chandier, “tem a personalidade de um copo de papel”.

Conheça alguns dos principais pontos turísticos de Hollywood:

Meinzahn/iStock

Um dos pontos icônicos de Hollywood, a Calçada da Fama reúne, ao longo de seus 2,1 km, mais de 2.000 lajes com estrelas que honram personalidades importantes da indústria da música, teatro, cinema, televisão e rádio.


Supannee_Hickman/iStock

Inaugurado em 1929, o TCL Chinese Theatre possui o maior auditório IMAX do mundo, já tendo recebido diversas estreias de filmes e três cerimônias dos Oscars.


Merkuri2/iStock

Localizado no coração de Hollywood, os estúdios da Paramount Pictures são imperdíveis para os amantes de cinema que visitam o distrito. Fundado em 1912, tornou-se um dos estúdios mais lucrativos de todos os tempos. Por meio de um tour, é possível conferir os locais de gravação de diversas séries que estão em andamento e outros cenários que originaram filmes famosos, como Forrest Gump e Ghost.


Kirk Wester/iStock

O famoso letreiro de Hollywood é um dos principais símbolos do distrito e pode ser visto de diversos pontos. Fato curioso é que ele foi inaugurado em 1923, como “Hollywoodland”, tendo perdido suas últimas quatro letras somente em 1949, quando foi reestruturado.