Dia 23 de abril foi instituído o Dia Mundial do Livro. Essa data tem como objetivo homenagear as obras literárias e seus autores, e também promover uma conscientização acerca da importância da leitura como instrumento de transformação humana.

Além disso, essa data simbólica também homenageia três grandes nomes da literatura mundial, cujo nascimento ou morte aconteceram neste mesmo dia. São eles: William Shakespeare, poeta e dramaturgo autor de Hamlet; Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote, e Vladimir Nabokov, autor de Lolita.

Qual é o cenário de leitura no Brasil?

Ana-Centopeia

O brasileiro lê, em média, cerca de 4,96 livros por ano. Isso é o que indica a última pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, desenvolvida pelo Instituto Pró-Livro em 2016.

Essa média está muito abaixo dos 21 livros lidos por cada cidadão na França ou dos 10 livros ao ano na Espanha.

O livro é um instrumento de entretenimento, crescimento pessoal e de conhecimento. Além disso, sabe-se que crianças que leem se desenvolvem mais, e que a leitura pode ajudar a promover a empatia entre as pessoas.

Clássicos, best-sellers, livros que viraram filmes… Confira, a seguir, uma lista com livros brasileiros renomados pelo público e pela crítica. São livros de todos os tipos e gostos, mas que mantêm uma coisa em comum: são incrivelmente bem escritos e vão te proporcionar momentos de diversão inigualáveis, principalmente durante esse período de isolamento social.

Dia Mundial do Livro: 17 livros brasileiros para ler antes de morrer

Divulgação/Livraria Cultura

1. A Vida Invisível de Eurídice Gusmão – Martha Batalha

Nesse livro de estreia da autora Martha Batalha, temos Eurídice e Guida, duas irmãs que tomam rumos muito diferentes. Eurídice é esposa de um bancário e mãe de dois filhos, e traz consigo uma angústia de ter visto seus sonhos minguarem. Já Guida, que rompeu os laços com a família para viver uma história de amor, percebe que a vida não é um conto de fadas — principalmente para mulheres no século passado.

O livro inspirou o filme A Vida Invisível (2019), com Fernanda Montenegro e Carol Duarte no elenco.

Veja mais: Sinistras – 7 livros de terror e suspense escritos por mulheres


Divulgação/Livraria Cultura

2. Capitães da Areia – Jorge Amado

Lançado em 1937, Capitães da Areia é uma das grandes obras do escritor baiano Jorge Amado. O livro gira em torno das peripécias de meninos abandonados que vivem como homens em um trapiche em Salvador e que para sobreviver praticam furtos pela cidade.


Divulgação/Livraria Cultura

3. Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis

Aclamado pela crítica nacional e internacional, Memórias Póstumas de Brás Cubas é um dos romances mais lidos de Machado de Assis. Publicado em 1881, a história gira em torno de Brás Cubas, um “defunto autor” que decide narrar suas memórias.


4. Olhos D’água – Conceição Evaristo

Da premiada escritora Conceição Evaristo, Olhos D’água é uma coletânea de contos sobre mulheres negras periféricas. A escritora aborda temas como pobreza e violência urbana, sempre com muita sensibilidade.