Faça uma busca
|
Publicado em: 26 de abril de 2022

Como classificar seus encontros?

Divirta-se com o humor irônico de Anne Roumanoff e dê boas risadas.

Como classificar seus encontros? Imagem: Andrii Shyp/iStock

Na internet, vivem nos pedindo notas e resenhas. Somos convidados a dar nosso veredicto sobre hotéis, restaurantes e espetáculos, com estrelas, classificações ou comentários.

Enquanto estamos nisso, também podemos classificar nossas conquistas românticas:

"Tipo experiente que já apareceu por aí algumas vezes. Meio lento para começar, mas bom no controle das curvas. Tende a consumir combustível líquido em excesso, o que causa impacto negativo no desempenho."

"Recepção adorável e estada deliciosa em ambiente idílico, que terminou abruptamente quando descobri que o proprietário à ocupação múltipla."

"Estabelecimento de alta classe – supostamente. Mas higiene e limpeza deixam muito a desejar.Evite!"

"Uma viagem agradável estragada pela falta de generosidade, sem um único presente, nem mesmo no primeiro dia. Leve comida ou peça fora; habilidade culinária praticamente zero."

"Modelo topo de linha, apresentação imaculada, muita sensibilidade artística, mas extremamente tenso e impossível de agradar."

"Ambiente modesto e sem muito a ver, mas recepção calorosa e bem treinada que logo me fez esquecer a falta de altura e de cabelo. A gente se sente tão bem lá que o único desejo é voltar correndo."

Mas, no fim das contas, no quesito amor, é melhor começar com abençoada ignorância. Não há necessidade de resenhas de consumidores para você se decidir. Às vezes, é melhor escutar atentamente...o próprio coração.

POR ANNE ROUMANOFF

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados