Histórias engraçadas de alguma de suas férias certamente deve render boas conversas. Anne Roumanoff, conhecida humorista francesa que mora em Paris, escreveu esta história para dividir com a gente suas agradáveis férias. Se você já passou por uma situação assim, mesmo não sendo no Sul da França, vai se identificar e acabar se surpreendendo com o quanto a sua história pode se tornar engraçada, com o passar dos anos, e o quanto ela parece acontecer com muitas pessoas. Já programou suas próximas férias? Esteja preparado para o que der e vier. Divirta-se.

No ano passado, quando fomos de férias à Normandia, convidamos nossos amigos para nos visitar. Eles disseram:

— Onde estarão exatamente? Tudo bem, veremos se conseguimos aparecer. Foi muita gentileza nos convidar.

E eles não puderam ir. Foi uma pena. Tínhamos alugado uma casa grande. Choveu muito, mas isso manteve o jardim bem verdinho.

Este ano, alugamos uma mansão à beira-mar, na Riviera Francesa. Ligamos para nossos amigos.

— Apareçam!

Dessa vez, nossos amigos estavam muito mais disponíveis.

— Irei do dia 4 ao dia 15. Tudo bem? Avise se for tempo demais.

— Ficarei 48 horas… três dias… bem, talvez uma semana. Levarei as crianças, mas não se preocupe, elas podem dormir num colchão inflável.

Acabamos nos convencendo de que seria bom ter a casa cheia. Compramos mantimentos. Planejamos comer coisas simples: salada de arroz, frutas, pizzas… Ficamos espantados. Não sabíamos que adolescentes comiam tanto nem que seus pais bebiam tanto.

A princípio, compramos garrafas de vinho rosê, depois passamos para as caixas. Então, quando vimos que os mantimentos despareciam, compramos macarrão, muito macarrão.

Mesmo assim, foram férias ótimas. O tempo voou. Nós o passamos fazendo e desfazendo camas, lavando lençóis, limpando tudo. Ficamos um pouco cansados, mas estranhamente satisfeitos de voltar para casa. Portanto, nas próximas férias, para descansar, vamos aceitar o convite de algum amigo…

Por Anne Roumanoff