É quando menos se espera que acontecem as situações mais hilárias com pessoas de verdade… Veja o melhor do humor de todo dia!

 

– Mãe, me dá 1 real para eu dar a um velhinho que esta gritando lá na rua? – pede o menino.
A mãe, comovida com o gesto, pega a carteira e entrega o dinheiro ao filho:
– Que bondade sua, querido. Mas o que ele está gritando?
– Olha o sorvete!

RAIMUNDO RIBEIRO, Olinda (PE)

 

Meus pais se divorciaram quando eu tinha 2 anos, mas continuaram amigos. A amizade é tanta que, no dia do meu casamento, meu pai fez um brinde  ao meu marido e a mim dizendo:
– Desejo que vocês sejam tão felizes juntos quanto sua mãe e eu somos separados.

MELANIE FRANKLIN

 

Mãe: Agora você tem 18 anos. Pode fazer o que quiser.
FILHA: – Então posso fugir?
MÃE: Não. Agora que você tem 18, só estaria saindo de casa.

LAURA MORRISON

 

Sou obstetra e, no consultório, ouvi uma paciente ligando para contar ao marido o resultado da ultrassonografia.
– Sabe, amor – disse ela. – Não é um bebê só.
Depois de um momento disse:
– Bem, na verdade, querido, são mais de dois.
De repente, se levantou e exclamou:
– Não, querido, as pessoas não têm ninhadas!

KATHY MARKEY CLARK

 

Fui designado para trabalhar em um navio da Marinha no Mediterrâneo, e as jornadas de trabalho de 18 a 20 horas passavam bem devagar. Minha mulher, psicóloga, decidiu me enviar um CD de relaxamento para aliviar o estresse causado pelo trabalho em alto-mar. O título: Sons do Oceano.

FRANK BAKER

 

Em um dia de nevasca, um motorista de ônibus escolar, substituto, passou um rádio para o serviço de transporte avisando que estava com problemas para dar a partida. Sugeri que ele mandasse os alunos para trás, considerando que o peso adicionado aos pneus traseiros iria lhe proporcionar a tração necessária para sair.
Mais tarde, ele deu uma passadinha no meu escritório.
– Muito obrigado pelo conselho – disse. – Nunca iria me ocorrer pedir aos alunos que saíssem e empurrassem o ônibus.

GARY DWYER

 

Divirta-se com outras histórias dos nossos leitores!