Cães e gatos de rua não apareceram ali por acaso, na maioria das vezes, foram abandonados por seus antigos donos. Esses animais se reproduzem sem controle, ficam expostos a maus-tratos, doenças e atropelamentos, além de também poderem causar graves acidentes de trânsito. Confira abaixo mais 5 motivos para adotar animais:

1 É uma boa ação

Os abrigos de animais estão sempre lotados, assim como os Centros de Controle de Zoonoses, que são os responsáveis por monitorar e controlar as doenças transmissíveis de animais para seres humanos (antigamente, eram os responsáveis pela famigerada “carrocinha”). Adotar animais, portanto, é um ato de solidariedade, já que eles precisam de alguém para alimentá-los e dar carinho.

 

É um gesto de amor

Você pode trazer um novo amigo para casa sem ter de comprá-lo e a opinião dos adotantes é unânime: adotar constrói uma relação de amor, responsabilidade e cuidado. Além de ganhar um companheiro que vai proporcionar muito carinho e diversão para todos em sua casa, você estará garantindo a sobrevivência e o bem-estar do animal.

 

3 É bom para a sua saúde

Você já deve ter ouvido falar que amigos peludos são parte da equação para uma vida longa, feliz e saudável. De acordo com Deborah Wells, psicóloga da Universidade Queens, em Belfast, donos de animais tendem a ser mais saudáveis. Acredita-se que “passear com o cachorro” promova a saúde em virtude do aumento da atividade física e também do contato social. Também importante é o fato de que animais domésticos diminuem os níveis de estresse em seus donos – contra-atacando um dos maiores fatores de risco associado a uma saúde ruim.

 

4 Você pode escolher o que mais combina com você

Apesar da maioria das pessoas darem preferência para filhotes, adotar animais adultos também é maravilhoso! Veja as vantagens:

  • Você não é surpreendido pelo animal crescer demais
  • Cães adultos são mais calmos e, em geral, destroem menos objetos que os filhotes
  • Você pode escolher um novo amigo com as características que desejar (brincalhão, carinhoso, silencioso etc.)
  • Animais adultos resgatados e preparados para adoção exigem menos gastos do que filhotes, já que já foram vacinados, castrados e vermifugados
  • O apego dos animais adultos aos donos é igual ao dos criados desde cedo com a família, eles são muito gratos e têm bastante amor para dar.

5 “Vira-latas” são mais saudáveis

Agora, um pouco de curiosidade: você sabia que todo gato doméstico descende de espécies selvagens do norte da África? Pois é! Hoje em dia, no entanto, há poucas raças puras já que é muito difícil controlar o acasalamento da espécie. Nos primórdios, eles eram muito úteis aos donos por causa do instinto de caça que os torna eficientes exterminadores de ratos. No Egito Antigo, esses felinos tinham significado religioso e eram guardiões dos depósitos de grãos.

Já o cão doméstico descende do lobo. As evidências da domesticação dos cães remontam a 10 mil anos. A partir das mutações naturais e da seleção artificial realizada pelos humanos, cruzando animais que se mostravam eficientes na realização de determinadas tarefas, as raças começaram a ser delimitadas. Em canis, os cruzamentos entre animais com as mesmas características (muitas vezes da mesma família) eram intensificados.

Mas isso também fez com que animais da mesma raça herdassem as doenças de seus antepassados. Por exemplo, animais de crânio achatado e focinho curto, como o bulldog e o pug costumam apresentar uma série de complicações respiratórias, enquanto o dachshund (o famoso “salsichinha”) é mais propenso a ter problemas de coluna.

Os “vira-latas”, por sua vez, como descenderam de inúmeras famílias, apresentam maior variabilidade genética e, portanto, maior resistência às doenças. Se tratados com amor e disciplina, são tão dóceis, carinhosos e inteligentes quanto os exemplares de qualquer raça.

 

Adotar animais é muito simples: você pode resgatá-lo diretamente das ruas ou visitar abrigos ou feiras de adoção. Nos dois últimos casos, os animais passam por inspeção veterinária que verifica se apresentam alguma enfermidade, aplica as vacinas necessárias e realiza a castração. Então, o que você está esperando? Prepare a casa e os familiares para receber o seu bichinho e propague essa ideia!