Faça uma busca

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade

|
Publicado em: 28 de dezembro de 2018

Reciclagem: uma lição de cidadania!

Thaís Garcez
Última atualização: 27 de dezembro de 2018
Por: Thaís Garcez

A reciclagem é um hábito que gera mudanças dentro de casa e também na sociedade. Conheça a história do Instituto Doe Seu Lixo.

Reciclagem: uma lição de cidadania! Imagem: Rawpixel/iStock

Tudo começou em um voo entre o Rio de Janeiro e Vitória, no Espírito Santo, em 2002. Ao ler um artigo sobre as perspectivas futuras para o meio ambiente, numa revista de bordo, a atriz Isabel Fillardis pensou que cada pessoa pode, sim, dar a sua contribuição. Sentindo que precisava fazer algo imediatamente, ela arregaçou as mangas e no mesmo ano criou a ONG Doe Seu Lixo. Dois anos depois, em 2004, nascia oficialmente o Instituto Doe Seu Lixo. Hoje, passados 14 anos, é referência no país sobre reciclagem dos resíduos sólidos.

À frente do instituto, Isabel vem mudando a realidade de vários catadores informais, gerando emprego e capacitando-os para o mercado de trabalho.

“Quando criei o Instituto, trabalhar com essa questão do lixo ainda era uma ideia visionária, algo que só existia no exterior. Foi um trabalho de formiguinha”, ela conta. “Primeiro, eu quis conscientizar os empresários e os formadores de opinião sobre a importância dessa reciclagem. Nunca pensei que chegaria tão longe.”

Por isso, Isabel tem motivos para comemorar. Afinal, o Doe Seu Lixo já empregou mais de 100 pessoas. Os catadores são oriundos das ruas e de comunidades e capacitados para trabalhar na separação do lixo, que chega todos os dias ao galpão da empresa, localizada em Santo Cristo, no Rio de Janeiro. Ali, por mês, reciclam-se em média 30 toneladas de resíduos sólidos. No instituto os cooperados contam com toda estrutura. Recebem luvas e equipamentos necessários, até cursos específicos, com aulas práticas e teóricas.

 “O Instituto pode garantir o sustento deles para o resto da vida ou pode ser um lugar de passagem, porque muitos têm outros sonhos”, diz Isabel. “Só é preciso acreditar.”

Ciente de que seu trabalho vai além da reciclagem do lixo, Isabel observa: “São muitos os que voltam ao mercado, levam o pão para casa, voltam a uma vida digna. Podemos falar de números? Tudo bem. Mas muito mais que números, o Instituto proporciona emprego, qualificação e cidadania. Talvez, com a correria diária, a gente não pare para pensar nisso, mas é muito gratificante fazer o bem. Ainda mais quando ele é coletivo.”

A reciclagem também pode ser um meio eficiente de economizar. Aprenda algumas técnicas de separação do lixo.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados