“O sonho é a pequena porta escondida no santuário mais profundo e íntimo da alma, que se abre para a noite cósmica primordial que foi a alma muito antes de existir o ego consciente, e será alma muito além do que o ego consciente poderia alcançar.” (Carl Jung, psiquiatra)

A humanidade viajou pelas profundezas dos oceanos. Homens pisaram na Lua. Sondas foram enviadas para coletar seixos em Marte. Há fotos na vastidão insondável do espaço. Ainda assim, não se sabe bem o que acontece ou para onde todos vão, à noite, quando nos deitamos na cama, fechamos os olhos e dormimos. E muitas vezes sonhamos.

No mundo dos sonhos, você pode ser um super-herói ou um deus, um animal, um vagabundo ou um bule de chá.

O importante com relação aos sonhos é que qualquer coisa pode acontecer, admite-se qualquer tipo de cenário surreal, sem bloqueios. No mundo dos sonhos, você pode ser um super-herói ou um deus, um animal, um vagabundo ou um bule de chá. Os sonhos nos permitem recorrer a um mundo imaginário interno que é tão vasto quanto o universo externo, investigado pelas sondas espaciais. A possibilidade de um sonho fabuloso é suficiente para fazer com que a hora de ir para a cama se pareça com um propósito realmente divertido.

Um leão

Por exemplo, vamos dizer que você sonhe com um leão. Então tem de perguntar a si mesmo – o que é um leão? Um animal grande e com pelo dourado, dentes pontiagudos e garras afiadas, originário da África? É o símbolo de um dos signos do zodíaco? Ou é um animal que representa coragem, força, firmeza e ferocidade? Por outro lado, é possível que alguém logo pense no leão covarde do Mágico de Oz. Claro que o leão é tudo isso e muito mais.

Se sonhar com um leão, o sentido do sonho é ditado pelo que o leão representa para você, pessoalmente. Assim como o significado arquetípico do símbolo e o contexto no qual ele aparece no sonho. Nem sempre é fácil. Por isso é sempre bom aplicar o princípio da navalha de Ockham em relação a quase tudo. O que é o princípio da navalha de Ockham? A navalha de Ockham diz que, das explicações possíveis para todas as coisas neste mundo, a mais simples e óbvia costuma ser a melhor.

Outra coisa a frisar: por mais estranhos que pareçam os sonhos, deixe-os “serem o que são”. Deixe-os respirar, viva com eles um pouco antes de desconstruí-los. Enquanto isso, talvez queira pensar em usar seus significados como pistas para solucionar alguns problemas.

Descubra o significado dos sonhos mais comuns.