Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Artigo exclusivo para assinantes!
Cadastre-se para continuar lendo!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 23 de novembro de 2019

Após Paolla Oliveira, Scarlett Johansson é criticada por fotos de corpo ‘real’

Imagem:

SÃO PAULO, SP – A atriz Scarlett Johansson, 35, foi alvo de comentários nesta quinta-feira (21) por conta de seu corpo. Fotos da artista na praia vazaram na internet, e logo receberam comentários por conta da "barriga, bumbum e celulite". 

"Scarlett Johansson antes estava boa, agora tem barriga de cerveja, dá para ver como o feminismo está a destruindo", escreveu um homem no Twitter.

O nome da atriz chegou aos assuntos mais comentados da rede social, e muitos apontaram semelhanças com a polêmica envolvendo o corpo de Paolla Oliveira na última terça-feira (19). Em imagens gravadas para a novela "A Dona do Pedaço", a atriz aparece de maiô com Sérgio Guizé e foi criticada por ter "engordado" e "mostrar celulite".

"Pessoas que conseguem reclamar da aparência de Scarlett Johansson e de Paola Oliveira em que universo vivem?", zombou uma internauta após a enxurrada de críticas às duas atrizes. 

"Homens criticando o corpo da Scarlett Johansson  e da Paola Oliveira porque tem celulite?? Que tá acontecendo com os homens?", disse outra.

Em entrevista recente, Johansson lamentou ter sido "hiperssexualizada" no início de sua carreira. "Sinto que quando eu estava trabalhando aos meus 20 e poucos anos e até o final desses 20 anos, de alguma forma, fui estigmatizada. Eu era muito hiperssexualizada", disse a atriz em uma mesa redonda da revista norte-americana The Hollywood Reporter.

"Eu acho que na época parecia ok para todo mundo. Foi outro tempo", continuou. "E acho que funcionou na época, mas foi realmente difícil para mim tentar descobrir como deixar de ser uma ingênua, ou ‘a outra mulher’".

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados