SÃO PAULO, SP – A atriz israelense Gal Gadot, 34, estrela de "Mulher Maravilha", vai produzir uma versão americana do drama policial "Queens", que fez sucesso em seu país de origem.

A produção da Endemol Shine Israel conta a história das mulheres da família Malka, que devem se unir depois que todos os homens da família são assassinados. Levadas a uma vida que não escolheram, elas percebem que podem finalmente controlar seus próprios destinos. A segunda temporada já está em produção e deve estrear em 2020.

”Queens’ é uma história complexa sobre ser mulher em nossos dias, e tudo o que acompanha isso do ponto de vista da família, da carreira e do relacionamento", disse Guy Levy, presidente da Endemol Shine North America, que fará a versão americana. "É gratificante ver uma série que trata mulheres com complexidade, mostrando que nossas diferenças são os pontos fortes que nos unem", completa o executivo.

Gadot e Patty Jenkins, diretora do longa "Mulher Maravilha", estarão na Comic Con Brasil, que acontece entre os dias 5 e 8 de dezembro, em São Paulo. Elas falarão sobre o novo filme da série previsto para 2020. 

O painel sobre o longa  "Mulher-Maravilha 1984" será neste domingo (8). Dessa vez, a história do filme se passará nos anos 1980 e a heroína vai enfrentar um novo inimigo: a Mulher-Leopardo. 

O primeiro filme solo da Mulher-Maravilha estreou em 2017, já com a israelense Gal Gadot no papel principal. A personagem também apareceu "Batman vs Superman: A Origem da Justiça" e "Liga da Justiça". Já a diretora e roteirista Patty Jenkins trabalhou em "Monster" (2004) e foi indicada ao Emmy em 2011 da série "The Killing". 

Conhecida como o maior festival de cultura pop do planeta, a CCXP19 chega a sua sexta edição neste ano. Segundo os organizadores, ele recebeu 262 mil visitantes em 2018. 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!