Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 8 de março de 2020

Ibirapuera terá posto de vacinação contra o sarampo e febre amarela

Imagem:

SÃO PAULO, SP – A Secretaria de Estado da Saúde, gestão João Doria (PSDB), vai montar neste domingo (8) um posto de vacinação contra sarampo e febre amarela durante a Corrida da Mulher SP, que acontece na região do Ibirapuera (zona sul). A imunização será das 8h às 17h.

De acordo com a pasta, as doses contra sarampo serão aplicadas em crianças de 6 meses a pessoas com até 60 anos de idade. A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e é importante levar a carteirinha de vacinação para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose.

Na tenda será feita a triagem de crianças que tenham alergia à proteína lactoalbumina, presente no leite de vaca, para que estas recebam a dose feita sem esse componente. A vacina é contraindicada também para pessoas imunodeprimidas e gestantes.

Pessoas nascidas antes de 1960, na sua maioria, já tiveram a doença na infância e possuem imunidade (proteção) por toda a vida, não necessitam ser vacinadas, conforme diretriz do Ministério da Saúde.

A campanha nacional de vacinação contra sarampo para crianças e adolescentes de entre 5 e 19 anos termina na próxima sexta-feira (13). Na cidade de São Paulo, o público-alvo para a vacinação vai até 29 anos.

Pessoas de 1 a 29 anos devem ter duas doses comprovadas da imunização, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

Três crianças morreram neste ano em decorrência da doença no país (no Pará, no Rio de Janeiro e em São Paulo) . A região Sudeste concentra 67,7% dos casos confirmados em 2020.

Já a vacina contra febre amarela será aplicada a partir de nove meses de idade. Devem consultar o médico sobre a necessidade da vacina os pacientes com HIV positivo e com tratamento quimioterápico concluído e transplantados. Não há indicação de imunização para grávidas, mulheres amamentando, crianças com até 6 meses e imunodeprimidos ou com corticóides em doses elevadas e alérgicos a ovo.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados