Faça uma busca
|
Publicado em: 22 de março de 2022

Conheça 15 segredos revelados por veterinários

Julia Monsores
Última atualização: 22 de março de 2022
Por: Julia Monsores

Ouvimos 16 veterinários que deram dicas e conselhos surpreendentes. Confira!

Conheça 15 segredos revelados por veterinários Imagem: Vasyl Dolmatov/Istock

Quem tem um animal de estimação sabe que ele é, sem dúvidas, parte da família. Por isso, faríamos de tudo pelos nossos amados animais. Mas será que fazemos tudo certo? Pedimos a 16 veterinários que revelassem o que eles realmente fazem e pensam. Confira a seguir 15 dicas e advertências dos veterinários que te ajudarão a cuidar melhor se seu querido pet.

1. Os pequeninos são os mais assustadores

Leia também: Como adaptar seu pet à mudança de casa?

“Eu lido muito melhor com cães grandes, como pit bulls, rottweilers e pastores-alemães, pois eles são mais fáceis de conter. Os cachorros que mais me dão medo são os pequenos, poodles e pinchers. Já levei muitas mordidas deles.” 

Léa Freitas Peçanha

2. Veterinários sabem quando você está escondendo algo

“Há donos de cães que trazem o animal com um tumor aparente na pele e dizem que não tinham visto nada de errado até ontem. Não tem como acreditar.”

Cláudio Michalick Braga

3. Exames são, definitivamente, necessários

“Nossos pacientes não falam e os exames laboratoriais, radiográficos, ultrassonográficos, entre outros, podem ser importantes para complementar o diagnóstico. Por que muitos donos de animais pensam que o veterinário pode adivinhar o que seu bichinho tem sem fazer exames?”

Nadia Almosnyre

4. Hospitais veterinários não são hotéis

“Muitos donos de animais reclamam quando não tratamos seus cães da mesma forma que eles. É preciso lembrar que somos um hospital veterinário, não um hotel para cães. Existem pessoas que exigem lençóis para seus cães ou que se irritam porque não lhes demos comida na boca. Nossa função é tratar seu cachorro para que ele melhore e possa voltar para casa. Lá, então, você poderá mimá-lo.”

lavio Shigueru Jojima

5. Todas as coisas se parecem com seu dono

“O cachorro é um reflexo do dono. Se o animal está gordo é porque o dono também está. É muito provável que donos sedentários que comem demais tenham animais obesos.”

Léa Freitas Peçanha

6. A dor de seu animal pode ser evitada

“Muitos veterinários me disseram objetivamente que ainda não usam analgésicos em procedimentos que sabemos ser dolorosos. Acham que cães e gatos não precisam disso ou que sentir dor depois da cirurgia é bom porque impede que se mexam demais. Mas as pesquisas mostram que os animais que sentem menos dor saram mais depressa, dormem melhor e não se mexem tanto assim.”

Jeanne de Souza e Silva

7. Bons veterinários amam o que fazem

“Toda vez que salvo uma vida sinto que tudo o que faço vale a pena. É recompensador quando um cliente diz: ‘Ah, se o meu médico me tratasse tão bem quanto você trata os meus animais!’”

Lianna Maria de Carvalho Balthazar

8. Ainda há quem trate animais como objetos

“Informamos ao proprietário o diagnóstico, o tratamento (com o custo estimado) e o prognóstico. Então, às vezes, ele faz as contas, acha muito caro e prefere ‘descartar o animal’, pois é mais barato adquirir um novo. Isso me irrita profundamente.”

Mônica Kanashiro Oyafuso

9. Nem sempre os veterinários seguem seus próprios conselhos

“Sempre digo aos donos dos meus pacientes: o ideal é que ele coma apenas ração, no máximo petiscos específicos para animas e sem exageros; mas confesso que divido meu sorvete com minhas beagles… Afinal, quem resiste a um olhar tão meigo?”

Mônica Kanashiro Oyafuso

10. Um pet pode ser o bem mais precioso de alguém

“Toda vez que ajudo um animal, ajudo uma pessoa. Conheço vários casos de pessoas idosas e solitárias que só têm a companhia de seu animal de estimação. Muitas vezes, é o animal que proporciona um vínculo social, que faz o dono sair de casa e até se cuidar mais, para estar bem e poder tratar de seu bicho. Por isso, ajudar um animal é ajudar tanto a ele quanto ao dono.”

Eliane Jessula

11. Veterinários, às vezes, atendem apenas pelo amor

“Na nossa profissão, muitas vezes atendemos de graça, só por amor ao animal.”

Lianna Maria de Carvalho Balthazar

12. Educar seu animal sempre é necessário

“Os problemas de comportamento são a principal causa de abandono, eutanásia e morte de animais. Mas, como não é um problema clínico, a maioria das faculdades de veterinária não ensina muito sobre isso. E é um mito dizer que depois de adulto um animal não aprende mais. É sempre possível educá-lo.”

Eliane Jessula

13. A eutanásia não é uma opção fácil

Leia também: Dicas de decoração para quem tem pets em casa

“A eutanásia não é para a conveniência dos donos, e sim uma medida para cessar o sofrimento do paciente devidamente diagnosticado com processos irreversíveis e sem qualidade de vida.”

Mere Erika Saito

14. Conscientize-se antes de comprar um animal

“Muitas raças de cães e gatos têm sua anatomia natural alterada além do limite. Antes de adquirir um animal, procure saber quais doenças são comuns às raças em consideração e evite comprar animais que tenham alta propensão a ficar doentes ainda jovens. Dessa forma, você deixa de incentivar a geração de filhotes condenados a sofrer, causa menos tristeza para toda a família e ainda economiza bastante com a clínica veterinária.”

Carla Forte Maiolino Molento

15. Nem todo pet precisa de vitaminas

“As prateleiras das lojas de artigos veterinários estão cheias de vitaminas para animais. Mas a verdade é que os saudáveis não precisam delas. As empresas de ração procuram assegurar que seus alimentos sejam balanceados, com todas as vitaminas e sais minerais de que o animal precisa.”

Por Josiane Duarte