Faça uma busca

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade

|
Publicado em: 2 de maio de 2021

7 cuidados que você deve tomar ao usar remédios caseiros

Letícia Taets
Última atualização: 24 de janeiro de 2022
Por: Letícia Taets

Remédios caseiros podem ser excelentes soluções, mas é preciso cuidado.

7 cuidados que você deve tomar ao usar remédios caseiros Imagem: Botina Inna/iStock

Quem nunca passou por um pequeno contratempo de saúde e foi salvo por remédios caseiros? Quase todo mundo tem uma receitinha que é tiro e queda para diferentes incômodos, como o mel e a hortelã. No entanto, sempre há riscos de efeitos colaterais, interações medicamentosas ou de simplesmente não serem o remédio certo.

A eficácia dos remédios caseiros muitas vezes pode ser comprovada por pesquisas científicas e também por casos empíricos. Contudo, é preciso tomar um cuidado extra em certas ocasiões antes de tomar o remédio que você deseja. Veja abaixo 7 situações em que você deve prestar atenção antes de tomar remédios caseiros!

1. Durante a gravidez

As gestantes não devem tomar ervas, suplementos e nem mesmo remédios de venda livre sem consultar o médico. Até os medicamentos mais inócuos podem causar efeitos indesejados na gestação ou no bebê.

2. Enquanto fizer uso de medicamentos controlados

Quem toma medicamentos controlados deve conversar com o médico para se informar sobre possíveis interações entre os medicamentos controlados e os remédios caseiros. Cabe ao paciente avisar o médico sobre outros suplementos ou medicamentos que esteja tomando concomitantemente, em especial se sofrer de alguma doença crônica como diabetes ou cardiopatia.

3. Se tiver alergia a algum alimento ou medicamento

As pessoas nessa situação devem ter cautela ou falar com o médico antes de consumir qualquer remédio caseiro que possa conter o alérgeno.

4. Em caso de doença grave

Pessoas nessas condições devem estar especialmente atentas. O objetivo dos remédios caseiros é ajudar a cuidar de probleminhas cotidianos e melhorar o estado de saúde geral, e não mascarar doenças graves que demandem tratamento médico.

5. Se estiver cuidando de uma criança

Alguns remédios caseiros simplesmente não são adequados para crianças e bebês. A não ser que o remédio seja especificamente recomendado para crianças, peça orientação ao pediatra antes de administrá-lo a seus filhos.

6. Se estiver apresentando efeitos indesejados

Embora seja incomum a ocorrência de efeitos colaterais durante o uso de remédios caseiros que nós indicamos aqui no site, fique atento para a possibilidade de reações alérgicas, mesmo que nunca tenha tido alergia. Caso apresente alguma reação, interrompa o uso imediatamente.

7. Quando usar óleos essenciais

Esses óleos são produtos químicos naturais muito concentrados. Logo, podem oferecer alguns riscos. A maioria dos óleos essenciais deve ser diluída numa base antes de ser aplicada na pele. Alguns óleos, em especial os cítricos, podem causar hipersensibilidade se houver exposição ao sol. Aplique-os com cautela e não use se for se expor ao sol.

Jamais beba nem prove óleos essenciais – a maioria deles é tóxica se ingerida. Mantenha frascos e potes vedados e fora do alcance de crianças. Em caso de ingestão acidental de um óleo essencial, não induza o vômito. Procure atendimento médico imediatamente.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados