Faça uma busca
|
Publicado em: 9 de junho de 2021

Dia Mundial da Imunização: médico reforça a importância das vacinas

No Brasil, as vacinas obrigatórias, de acordo com o Programa Nacional de Imunizações (PNI), são destinadas às crianças e aos adolescentes.

Imagem: kuppa_rock/iStock

No dia 9 de junho é comemorado o Dia Nacional da Imunização. As vacinas sempre foram um dos maiores avanços da área da saúde já conquistados pelo homem. A data de comemoração, na verdade, é um alerta para os desafios da saúde pública brasileira hoje em dia, além de ser um indicador da longa jornada que o país, ainda, precisa percorrer para manter a carteirinha de vacinação de todos em dia. 

Leia também: 5 vacinas que os adultos precisam tomar e talvez você não saiba

Diante do cenário atual de pandemia, a data busca lembrar para a população a importância de se tomar as duas doses da vacina contra a Covid-19. Segundo o Ministério da Saúde mais de 68 milhões de doses já foram aplicadas.

O especialista em Clínica Médica Fábio Pagazzi, do Hospital Adventista Silvestre, explica a importância dessa data no meio de uma pandemia.

“O objetivo hoje da vacinação é diminuir o número de casos da Covid e reduzir a gravidade da doença e para isso, é preciso que todos tomem as duas doses da vacina. Para diminuir o número de infectados e para conseguirmos voltar de certa forma ao normal com as atividades econômicas”, comenta Fábio.

Atenção às vacinas

plano vacinação
(Imagem: Jovanmandic/iStock)

No início da vacinação contra o Covid era uma surpresa, mas hoje já temos dados para comprovar a eficácia. “Inicialmente havia grande insegurança quanto aos efeitos colaterais e eficácia da vacina, porém atualmente  já existem estudos comprovando tanto a segurança quanto a eficácia da vacina contra o vírus”, argumenta Fábio Pagazzi.

Tirando a vacina contra o Coronavírus, hoje em dia o Calendário Nacional de Vacinação disponibiliza 19 vacinas para proteção de crianças, adolescentes, adultos, idosos, gestantes e povos indígenas. Entretanto, muitas pessoas deixam de se vacinar, aumentando de casos de doenças que já foram consideradas erradicadas. 

É o caso, por exemplo do Sarampo. Em meio à pandemia de Covid-19, o Brasil vive também surto de sarampo, doença infecciosa causada pelo vírus Measles morbillivirus e transmitida através do contato com gotículas respiratórias contaminadas. Entenda a importância da vacina contra o sarampo aqui!

No Brasil, as vacinas obrigatórias, de acordo com o Programa Nacional de Imunizações (PNI), são destinadas às crianças e aos adolescentes. A imunização começa no dia do nascimento. Ainda na maternidade, os recém-nascidos recebem as vacinas BCG e Hepatite B.

Vale destacar que pais que se recusarem a vacinar seus filhos podem sofrer uma multa de 3 a 20 salários mínimos. Caso voltem a se recusar, outra multa pode ser aplicada no mesmo valor da primeira. Para saber mais, clique aqui!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados