Faça uma busca
Saúde & Bem-estar

Entenda o que a sua data de nascimento pode revelar sobre a sua saúde

Estudos ao redor do mundo investigam o impacto da data de nascimento na nossa saúde

Escrito por:

Rebecca Henze

Redator
data de nascimento e sua saúde estão ligados.
SPmemory/istock
Publicado em: Última atualização:

O dia de seu nascimento determina o signo do zodíaco, mas algumas pesquisas indicam que, mais tarde, aspectos da saúde também podem ser afetados. No entanto, é bom ter em mente que o impacto da época do ano em que você nasceu não é definitivo; a hereditariedade e o meio ambiente têm mais importância.

Aniversário no outono (março a junho)

Um estudo publicado na International Journal of Sports Medicine verificou que meninos em idade escolar nascidos no outono tiveram avaliação, em média, dez pontos percentuais mais alta em exames de capacidade cardiorrespiratória e força nas mãos e nos membros inferiores comparados a meninos nascidos na primavera.

As mães de bebês do outono passam a gravidez no verão, quando é mais alto o nível de vitamina D, que afeta o desenvolvimento físico do feto.

Leia também: Alergia alimentar, sensibilidade ou intolerância: entenda a diferença

Outra informação interessante é que quem faz aniversário no outono tem probabilidade 30% a 90% maior de apresentar alergias alimentares do que quem nasce em outras estações, segundo pesquisa da Universidade Johns Hopkins. No início da vida, os bebês do outono são expostos a menos vitamina D, que protege a pele, e isso poderia aumentar o risco de sensibilidade dérmica a alérgenos alimentares.

Aniversário no inverno (junho a setembro)

Os homens nascidos no inverno têm mais probabilidade de serem canhotos do que os nascidos no resto do ano, de acordo com uma pesquisa austríaca e alemã. O nível elevado de testosterona no útero pode tornar a sinistralidade mais provável; e os períodos mais longos de luz no verão podem provocar picos de testosterona numa época do desenvolvimento do feto que influencia a lateralidade.

Outro fato curioso é que os bebês concebidos na primavera (e nascidos no inverno) têm probabilidade 10% maior de nascer prematuramente do que os concebidos em outras estações, segundo um estudo de 2013. A razão pode ser a exposição das mães à gripe no último trimestre da gravidez. É bom que as grávidas se vacinem contra a gripe. Veja aqui 7 mitos sobre a vacina da gripe e perca o medo.

Aniversário na primavera (setembro a dezembro)

Embora outras pesquisas ainda estejam em andamento, um estudo publicado na International Journal of Epidemiology constatou que pessoas nascidas na primavera têm probabilidade 21% maior de apresentar melanoma do que as nascidas no outono. A exposição à luz ultravioleta nos primeiros meses de vida pode tornar o corpo mais suscetível a desenvolver melanoma na idade adulta. Mas hábitos como usar filtro solar o ano inteiro, não se bronzear e usar chapéu e óculos escuros são muito importantes na proteção contra todos os tipos de câncer de pele.

Em um estudo italiano com quase 3 mil mulheres na pós-menopausa, as nascidas na primavera tiveram mais probabilidade de chegar à menopausa pouco antes dos 49 anos; as nascidas no outono mostraram mais probabilidade de entrar na menopausa uns 15 meses depois. As mulheres do outono talvez nasçam com um número maior de óvulos.

Aniversário no verão (dezembro a março)

Os bebês do verão têm mais tendência a precisar de óculos para longe, segundo estudo publicado na revista Ophthalmology. Talvez isso se deva à quantidade de luz à qual os bebês foram expostos pouco antes e logo depois do nascimento. A pesquisa em animais mostra que isso pode afetar o desenvolvimento normal dos olhos.

Quem nasce nos meses de verão tem mais probabilidade de apresentar “temperamento ciclotímico”, ou flutuações entre tristeza e alegria. A exposição à luz e ao calor pode afetar substâncias químicas cerebrais que regulam a saúde mental.

Por Dr. Travis Stork e Dra. Jennifer Ashton