Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 12 de abril de 2021

Compulsão por compras: o que está por trás desse consumo desenfreado?

Você já ouviu falar na oniomania? Com a pandemia, e o aumento das compras virtuais, mais pessoas desenvolveram esse transtorno

Imagem: Deagreez/iStock

Quando aquelas comprinhas pela Internet parecem não ter fim, pode ser mais do que só o desejo de aproveitar as promoções imperdíveis — pode ser, também, sinal de transtorno. Pois é, a compulsão por compras é um transtorno, e recebe o nome de oniomania.

Embora o nome seja até mesmo difícil de pronunciar, a oniomania nada mais é do que o desejo incontrolável e constante de adquirir produtos. Sua ocorrência está associada principalmente a quadros depressivos e ansiosos e, embora não haja um levantamento estatístico no Brasil, nos Estados Unidos 5,5% da população tem compulsão por compras.

Além disso, a pandemia do Covid-19, que já dura mais de um ano, também fez com que aumentassem os casos de transtornos mentais entre as pessoas — inclusive o transtorno obsessivo compulsivo (TOC), que também pode gerar a oniomania.

“Há várias coisas que determinam esse limiar entre gostar de consumir e ser um comprador compulsivo. Geralmente, no gostar de consumir a pessoa compra, mas utiliza, gosta de status, de exibir. Já na compulsão, muitas das vezes a pessoa compra e guarda, nem sequer tira do pacote”, explica a neuropsicóloga Nívea Loza.

Leia também: Entenda os sinais do transtorno obsessivo-compulsivo – TOC

Causas

A oniomania foi considerada uma doença apenas na década de 80. Por isso, os estudos sobre suas causas ainda são relativamente escassos. Segundo informações da Universidade de São Paulo (USP), a oniomania é caracterizada como um transtorno de personalidade e mental, e recebe a classificação de “transtorno do impulso”. Assim, pode ser mais facilmente observado em pessoas com dificuldades de controlar esses impulsos. Por isso, geralmente a oniomania pode manifestar-se em quem sofre com transtorno compulsivo obsessivo (TOC).

“O TOC tem várias manifestações, e também pode se manifestar na forma de um comprar compulsivo. Quando a pessoa já está comprando compulsivamente é sinal de que já tem algo de errado que precisa ser analisado, pois está faltando um equilíbrio”, explica a neuropsicóloga.

Na pandemia, as compras online aumentaram

oniomania compras compulsivas
Tevarak/iStock

Com a impossibilidade de sair de casa, mais pessoas optaram por compras online. De acordo com dados da Mastercard, 46% dos brasileiros fizeram mais compras virtuais nesse período, que já dura mais de um ano.

“Nessa época de Covid -19 aumentou muito o número de pacientes com TOC, porque o TOC pertence ao grande ‘guarda-chuva’ da ansiedade. Ou seja, é uma das variações, mas está embaixo da ansiedade. Então em um momento como esse que estamos vivendo, que tem gerado muita ansiedade entre as pessoas, a compra pode servir de válvula de escape.”

Além disso, a facilidade da tecnologia hoje, em que bastam apenas alguns cliques para adquirir um produto, também é um fator que colabora para essa compulsão por compras.

Sintomas de compulsão por compras

compulsao por compras oniomania
Crédito: ronstik/iStock

Além das inúmeras dívidas acumuladas, a oniomania também pode manifestar outros sintomas, que trazem prejuízos mentais e financeiros para quem a tem.

“Um dos sintomas principais é o pensamento recorrente e compulsivo de que se a compra não for realizada então algo de errado vai acontecer. Assim, vai além do que a pessoa consegue segurar, é muito mais forte do que ela imagina, e por isso acaba perdendo o controle sobre aquilo”, explica a Dra. Nívea Loza.

Além disso, na compulsão por compras também podem ser observados:

  • Preocupação excessiva;
  • Dívidas acumuladas;
  • Compras como mecanismo de alívio para a angústia e depressão;
  • Ausência de controle sobre o ato de comprar;
  • Tentativas frustradas de reduzir as compras;
  • Produtos acumulados;
  • Mentiras para encobrir o ato.

Estratégias para lidar com a compulsão por compras

Ajuda profissional para saude mental
Para controlar a compulsão por compras pode ser necessária a ajuda profissional (Imagem: iStock)

Se você se identificou com os sintomas desse transtorno, saiba que esse já é o primeiro passo na obtenção do tratamento. E isso porque muitas vezes pode ser difícil obter esse reconhecimento, fazendo com que seja mais complicado controlá-lo.

Assim, observada a compulsão por compras é necessário realizar uma avaliação psiquiátrica para diagnosticar as questões relacionadas ao problema. Como por exemplo, depressão e ansiedade, que podem necessitar de medicação. No caso de quem tem TOC, o tratamento, segundo a Dra. Nívea Loza, é realizado por meio de medicamentos e terapia.

“Dentro desse âmbito de compulsão por compras, geralmente a psiquiatria entra com uma medicação para controle da parte química e também recomenda a terapia com psicólogos que vão trabalhar esse comportamento. Geralmente, as terapias bem funcionais são as terapias cognitivas comportamentais”.

Na terapia, o profissional procura “ressignificar” o comportamento compulsivo, ajudando o paciente a elaborar novas formas de sentir-se bem sem ter de recorrer às compras.

Leia também: Saúde mental: saiba o que é e descubra como manter a sua

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados