Faça uma busca
|
Publicado em: 4 de fevereiro de 2022

Potássio: para que serve? Conheça seus benefícios

Thaís Garcez
Última atualização: 4 de fevereiro de 2022
Por: Thaís Garcez

Este mineral pode ser tão importante quanto o sódio no controle da pressão arterial e na prevenção de doenças cardíacas.

Potássio: para que serve? Conheça seus benefícios Imagem: yulka3ice/iStock

O terceiro mineral mais abundante no corpo, depois do cálcio e do fósforo, o potássio é um eletrólito. Ou seja, uma substância que assume uma carga positiva ou negativa quando dissolvida no meio aquoso da corrente sanguínea. Quase todo o potássio presente no corpo é encontrado no interior das células. Mas para que ele serve?

O que o potássio faz?

Juntamente com outros eletrólitos, o potássio é utilizado para conduzir os impulsos nervosos. Além disso, inicia as contrações musculares e regula o batimento cardíaco e a pressão arterial. Ele também controla a quantidade de líquido dentro das células, e o sódio regula a quantidade fora delas; de modo que os dois minerais trabalham juntos a fim de equilibrar os níveis de líquido no corpo. O potássio torna o corpo capaz de converter o açúcar presente no sangue (glicose) em glicogênio; uma forma de energia armazenada que é mantida como uma reserva pelos músculos e pelo fígado.

Cada vez mais estudos têm demonstrado que as pessoas que obtêm uma grande quantidade de potássio de sua alimentação apresentam pressão arterial menor do que aquelas que obtêm quantidades muito pequenas. Este efeito é verdadeiro mesmo quando a ingestão de sódio permanece elevada.

Principais benefícios

O potássio, por meio dos efeitos que provoca na pressão arterial, também pode diminuir o risco de doenças cardíacas e AVC. Em um estudo, um grupo de pessoas que sofria de hipertensão comeu todo dia uma porção de alimentos com alto teor de potássio. Ao final do estudo, perceberam que eles reduziram o risco de derrame fatal em 40%.

Uma investigação de 12 anos revelou que os homens que ingeriam uma quantidade mínima de potássio tinham uma probabilidade duas vezes e meia maior de óbito decorrente de um derrame do que aqueles que consumiram a quantidade máxima. Para as mulheres com uma ingestão pequena de potássio, o risco de derrame fatal foi quase cinco vezes maior.

Onde encontrar o potássio

O potássio pode ser encontrado em alimentos de origem vegetal e animal.

Frutas e legumes frescos – como bananas, laranjas e batatas – apresentam alto teor de potássio. Carnes vermelhas, aves e laticínios, como leite e iogurte também são boas fontes. Veja aqui uma lista com outros alimentos ricos em potássio.

Como é o exame para medir o potássio

Há duas formas de saber se o seu nível de potássio é adequado. O modo mais comum é através do exame de sangue, não sendo necessário fazer uma dieta específica ou ficar em jejum para realizá-lo. O outro modo é através do exame de urina. Nesse último caso o exame pode ser feito com uma única coleta, ou através da coleta de toda urina eliminada durante o período de 24 horas.

Para ter uma vida mais saudável e com auxílio de profissionais especializados, conheça a plataforma Vida Balanceada. Com o apoio de especialistas, ficará mais fácil manter uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes, vitaminas e minerais. E o melhor: com um preço acessível que cabe no seu bolso.

De quanto você precisa?

Não existe ingestão diária recomendada (IDR). Porém a maioria dos especialistas recomenda de 2.000 a 3.000 mg por dia. Uma quantidade maior pode ser necessária para o controle da pressão arterial.

Encontrado em uma ampla variedade de alimentos, é praticamente impossível não obter a quantidade suficiente desse mineral para a realização das funções corporais básicas. Uma deficiência grave, contudo, pode ocorrer com quem toma diuréticos potentes ou sofre de um caso extremo de diarreia ou vômitos. Os primeiros sinais da deficiência de potássio são fraqueza muscular e náusea. Se não for reposto, níveis baixos podem levar à insuficiência cardíaca.

Mas, atenção! Não tome suplementos de potássio sem consultar seu médico caso você tenha doença renal ou esteja tomando medicamentos para hipertensão ou problemas de coração.