Faça uma busca

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade

|
Publicado em: 19 de janeiro de 2022

Saiba como lidar com pequenos ferimentos

Rayane Santos
Última atualização: 19 de janeiro de 2022
Por: Rayane Santos

Aprenda a fazer remédios caseiros, primeiros socorros e como prevenir.

Saiba como lidar com pequenos ferimentos Imagem: Hakase_/iStock

Nosso dia a dia é cercado de inúmeras fontes de risco. Uma pequena distração no manuseio de facas, louça quebrada e outros utensílios cortantes pode ocasionar um acidente. Felizmente, pequenos ferimentos podem ser tratados de forma branda.

A seguir, veja como tratar esses ferimentos superficiais com remédios caseiros, e descubra como prestar os primeiros socorros e o que fazer para prevenir esse tipo de acidente.

Como se prevenir?

Leia também: 4 truques para amenizar a dor de pequenos ferimentos

  • Quando precisar manusear materiais pontiagudos, não deixe de calçar luvas de proteção. 
  • Guarde facas com o fio voltado para baixo. 
  • Não toque em cacos de vidro, cerâmica etc. com as mãos nuas. 
  • Certifique-se sempre de que a sua vacina antitetânica ainda esteja na validade.

Quais são os primeiros socorros?

Limpeza e desinfecção de ferimentos cutâneos estão em primeiro lugar. Nos ferimentos provocados por corte, arranhão ou escoriação, os corpos estranhos devem ser cuidadosamente retirados com uma pinça esterilizada, e as bordas do ferimento devem ser desinfetadas com uma solução antisséptica (comprada na farmácia). Feridas com sangramento devem ser cobertas com um curativo ou gaze estéril. 

Remédios caseiros para pequenos ferimentos

Somente a partir do segundo dia o ferimento – que não deve mais estar aberto – pode ser de fato tratado. Para isso, há inúmeros preparados industrializados, mas também receitas simples e baratas que vêm da farmácia caseira.

Erva-de-são-joão

Compressas feitas de erva-de-são-joão ou de óleo de melaleuca têm eficácia comprovada. Pingue de 5 a 8 gotas do óleo sobre uma gaze ou um pano de prato antigo e limpo e cubra com ele o ferimento, deixando por algumas horas (erva-de-são-joão) ou por 24 horas (óleo de melaleuca). Repita em intervalos regulares. 

Milefólio 

Uma compressa de milefólio é preparada com 1 colher (sopa) de flores da planta escaldadas em 100 ml de água. Coe e embeba a solução em um pano de linho ou algodão, torcendo-o levemente e colocando-o como compressa sobre a área afetada. 

Repolho

O repolho não é benéfico apenas para o estômago. Para o alívio de dores e melhor cicatrização, nada mais indicado que um curativo de repolho: lave algumas folhas do miolo do repolho com água morna e retire a parte dura central. Amacie as folhas com um rolo de macarrão, coloque-as sobre a parte afetada da pele, fixando-as com um pano limpo. O curativo deve permanecer algumas horas e ser aplicado duas vezes ao dia.

O repolho em conserva também é uma opção: rico em vitamina C, assim como o repolho fresco, acelera a cicatrização de ferimentos. 

Chá de alfazema

Para que o ferimento cicatrize mais rápido, ferva um saquinho de chá de alfazema. Deixe esfriar e coloque-o sobre a parte afetada.

Camomila

Despeje 100 ml de álcool a 70% sobre 15 g de flores de camomila, deixando descansar por 10 dias. Despois, Coe a solução, espremendo bem as flores. Encha uma garrafa limpa com a mistura. Por fim, dilua a tintura em água em uma proporção de 1 para 4 e embeba-a em um pano. A compressa deve permanecer pelo menos 30 minutos sobre a parte ferida da pele.

Conheça outros benefícios do chá de camomila!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados