Os perigos do excesso de consumo de sal (e, consequentemente, de sódio) são conhecidos há muito tempo pelos médicos. Porém, mesmo em nome da saúde, pode ser desafiador abandonar velhos hábitos alimentares.

Atualmente, a maior parte do sódio que ingerimos vem dos alimentos ultraprocessados, já que os fabricantes exageram no sal, gordura e açúcar para ajudar a criar sabores atraentes. Mas além de prestar atenção nos rótulos dos alimentos no supermercado, outras medidas simples podem ajudar a diminuir o sal no dia a dia e prevenir diversos problemas de saúde, confira:

monticelllo/iStock

5. Substitua o sal no saleiro por uma mistura sem sal

Dessa forma, você ainda pode usar o saleiro, mas eliminar o sal. Misture pó de alho, pimenta-do-reino, pó de cebola e orégano. Moa a mistura até afiná-la o suficiente para que passe pelos buraquinhos, ou compre um recipiente para queijo ralado. Outra mistura saborosa é alho, cebola, pimenta em pó, cominho, orégano seco e um toque de flocos de pimenta vermelha.


Odairson Antonello/iStock

6. Evite carnes desidratadas ou curadas

Isto inclui salame, carne-seca e de sol, presunto e bacon. Todos são riquíssimos em sal, que é usado para eliminar o líquido e preservar a carne. Na hora do almoço, escolha peru.


Karisssa/iStock

7. Substitua o sal da salada por sucos cítricos

Com suco de laranja, lima ou limão, seu molho de salada vai ter um toque especial sem o sal.


tashka2000/iStock

8. Atenção aos cereais industrializados

Mais de um terço (35%) do sal que comemos vem de cereais industrializados e produtos que os contêm, incluindo pão. Para reduzir o consumo:

  • Escolha pães com menos de 275 mg de sódio em cada 100 g, ou menos de 100 mg de sódio por fatia.
  • Escolha cereais matinais integrais sem adição de sal, por exemplo, mingau de aveia, trigo picado e muesli.