Faça uma busca
|
Publicado em: 6 de setembro de 2019

Apendicite: causas, sintomas e tratamento

A apendicite aguda é uma das emergências cirúrgicas mais comuns nos países ocidentais.

Imagem: KittisakJirasittichai/iStock

O apêndice é um tubo curto que fica localizado na região inferior direita da barriga. A inflamação e a infecção desse tubo são conhecidas como apendicite aguda.

Quais são as causas da apendicite?

Em muitos casos de apendicite a causa não é conhecida, mas em alguns a inflamação é provocada pela obstrução do apêndice, geralmente por uma bolinha dura de fezes que se aloja no espaço central. Por essa razão, secreções acumulam-se no apêndice. Caso não sejam retiradas, gangrenam o órgão, com risco de ruptura e vazamento do conteúdo para a cavidade abdominal.

Quais são os sintomas da apendicite?

A localização exata do apêndice varia de uma pessoa para outra; por isso, a dor e os sintomas associados à apendicite não são sempre iguais. Os sinais e sintomas clássicos, porém, são bastante constantes e consistem em:

  • dor que começa no centro do abdome e depois irradia para o quadrante inferior direito do abdome
  • náuseas e vômitos associados à dor
  • febre baixa
  • diarreia

Como é feito o diagnóstico?

O procedimento mais útil no diagnóstico da apendicite é o exame físico. O médico examina o abdome, para localizar a área dolorosa, e pesquisa se existe dor à descompressão súbita – ou seja, a dor piora após o alívio da pressão – no ponto de McBurney, situado a meio caminho entre o umbigo e o ângulo inferior direito do abdome. É realizado toque retal para tentar identificar a origem da dor e, depois, coletada uma amostra de sangue para contagem de leucócitos. Níveis elevados de leucócitos confirmam a existência de inflamação.

Quais são as opções de tratamento?

O único tratamento apropriado na inflamação aguda do apêndice é sua retirada cirúrgica. A intervenção precoce é recomendada para reduzir o risco de peritonite (inflamação da membrana que reveste as paredes do abdômen e os órgãos que lá se encontram). Em geral, o apêndice é retirado por meio de uma pequena incisão na parte inferior do abdome ou, menos frequentemente, por laparoscópio, introduzido por um pequeno orifício na parede abdominal.

Qual é o prognóstico após a cirurgia?

A recuperação da maioria das pessoas submetidas à cirurgia de apendicite é rápida. A alta hospitalar costuma ocorrer cerca de dois dias depois da cirurgia. A incisão cicatriza logo e a recuperação costuma ser completa, mas poderá ser mais demorada em caso de ruptura do apêndice, porque o intestino para de funcionar durante alguns dias.

fechar

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close