Há ocasiões em que não se pode evitar a utilização de um banheiro público. Para muitas mulheres, pelo menos, o objetivo é não encostar no temido vaso sanitário, que deve estar cheio de germes, não é ? 

Na verdade, o vaso sanitário é a menor das nossas preocupações. Segundo estudos, não se pode contrair sífilis, tuberculose ou HIV (o vírus da AIDS) num vaso sanitário. E é quase impossível contrair herpes genital deste modo. 

O verdadeiro risco surge depois de acionar o mecanismo de descarga e antes de sair do banheiro. Você lavou as mãos? E a pessoa que usou o banheiro antes de você, será que as lavou? 

Um local cheio de germes 

Muitas doenças são transmitidas por contato fecal-oral. Tocar numa superfície — um vaso sanitário, o botão da descarga, a torneira, a maçaneta da porta — contaminada com fezes de uma pessoa infectada e depois tocar na boca ou mexer nos alimentos pode expor você ao seguinte: 

Infecção por E. coli 
Hepatite A
Shegelose (infecção grave dos intestinos) 
Giardíase (uma infecção parasitária que pode causar diarreia, dores abdominais e náuseas) 

Assim, sua melhor proteção contra os germes de banheiros públicos não são as coberturas descartáveis para o vaso sanitário, mas o velho e bom sabonete e água. Lave sempre as mãos depois de utilizar um banheiro. 

Além disso, reduza o mais que puder o contato com as superfícies dos banheiros. Os banheiros públicos nos edifícios mais modernos dispõem muitas vezes de sanitários com torneiras que começam a jorrar água logo que colocamos as mãos debaixo delas. 

Os campeões da porcaria? 

Infelizmente, as pessoas não lavam as mãos tantas vezes como deveriam, é a conclusão de um estudo patrocinado pela Sociedade Norte-americana de Microbiologia, realizado em banheiros públicos de homens e mulheres em cinco cidades americanas. 

Havia toalhas e sabonete em todos os banheiros públicos

Os investigadores contaram o número de pessoas que lavavam as mãos depois de utilizar as instalações. Entre as conclusões, destacam-se: 

1. Quase um terço dos mais de 6.000 homens e mulheres estudados  não lavou as mãos depois de utilizar o banheiro. 

2. Na Pennsylvania Station, em Nova York, apenas 60% dos usuários dos banheiros lavaram as mãos. 

3. Este estudo revelou ainda que, ao todo, 74% das mulheres e somente 61% dos homens lavaram as mãos. 

Por isso, não esqueça: lave as suas mãos. E, para não correr riscos, proteja-se das falhas higiênicas das outras pessoas. Utilize uma toalha de papel para abrir a torneira, lave as mãos; depois use uma nova toalha de papel para fechar a torneira e para abrir a maçaneta da porta ao sair. 

Dica: Leve um pacote de lenços de papel na bolsa.