De fato, a celulite ou dermatopanniculosis deformantis atinge principalmente as mulheres. Cerca de 80% delas acima de 20 anos apresentam essa alteração do tecido subcutâneo; os homens raramente são acometidos. A predisposição é passada de mãe para filha e gera uma estrutura de pele particular.

A alteração na pele conhecida como celulite nem sempre é um problema de natureza infecciosa, como sugere o sufixo -ite. Por causa de sua aparência, a pele irregular e ondulada nas coxas, nos quadris e nos glúteos também é denominada “casca de laranja”. 

Conheça também 6 coisas que você precisa saber sobre a gordura corporal.

  • A celulite se forma quando as células adiposas aumentadas atravessam o tecido conjuntivo frouxo desde as camadas epidérmicas mais profundas em direção à superfície da pele. A alimentação adequada ativa o metabolismo a ponto de aumentar o refluxo da linfa e diminuir a celulite.

    Barks_japan/iStock
  • Apenas poucas mulheres e cada vez menos homens estão satisfeitos com o próprio corpo. O que mais os incomoda são as gordurinhas e “buraquinhos” que se formam no abdome e nos glúteos, nos quadris e nas coxas – muitas vezes, justamente após uma dieta bem-sucedida. As denominações pouco lisonjeiras para a gordura localizada nas coxas e na região do abdome e quadris vão desde “pneus”, nas laterais dos glúteos, até “barriga de cerveja” e “barriga de pochete”, respectivamente, na parte superior e inferior do abdome.

  • Mas, apesar de a balança não indicar excesso de peso, muitas pessoas estão insatisfeitas com o próprio corpo e, ao olhar-se no espelho, descobrem supostas “imperfeições”. Mas o treinamento físico regular e a alimentação pobre em gordura não dão chances à celulite e às indesejadas gordurinhas localizadas.

    nd3000/iStock
  • Existem dois tipos de gordura localizada que caracterizam os seguintes tipos físicos:

    O Tipo A apresenta distribuição centralizada no formato de uma maçã, e a gordura se acumula no centro do corpo. Os homens, nos quais se observa esta silhueta com mais frequência, costumam se referir a ela como “barriga de cerveja”. Tal distribuição de gordura é preocupante porque, em geral, indica taxas indesejadas de colesterol, glicose no sangue e tendência à pressão arterial alta.

    Ljupco/iStock
  • No Tipo B, a gordura se acumula principalmente nos quadris, nas pernas e nos glúteos. As mulheres tendem para este tipo. A distribuição em forma de pera não chega a ser um problema de saúde, mas um problema estético.

    Staras/iStock
  • O tecido adiposo

    Em princípio, as mulheres tendem a apresentar menos células musculares do que os homens. E elas têm uma predisposição para acumular a gordura – uma reserva a que recorrem na gravidez e no período de lactação.

    Além disso, o metabolismo masculino reage de imediato às mudanças alimentares. O corpo do homem perde peso mais rapidamente do que o das mulheres, porque as células adiposas masculinas são menores do que as femininas e não têm capacidade de armazenar tanta gordura.

    GeorgeRudy/iStock
  • Contra a celulite e a gordura localizada

    Como a celulite se desenvolve a partir das camadas epidérmicas mais profundas, nos casos mais críticos não pode ser tratada por meio da aplicação superficial de cremes e de pomadas.

    Em geral, os tratamentos contra celulite nos centros de estética e dermatologia consistem em massagens leves e drenagem linfática.

    Essas técnicas estimulam a circulação sanguínea no local e livram os tecidos do líquido celular excedente. Para alcançar objetivos mais duradouros, entretanto, é preciso fazer no mínimo dez sessões.

    macniak/iStock
  • Contra as gorduras localizadas também existe tratamento clínico. Na chamada eletrolipólise, que só pode ser realizada por médicos, e sob anestesia local, são introduzidas no tecido adiposo subcutâneo agulhas finíssimas conectadas a eletrodos de corrente elétrica de fraca intensidade. Isto estimula a circulação sanguínea dos tecidos e o metabolismo das células adiposas.

    spukkato/iStock
  • lipoaspiração, ou remoção cirúrgica de gordura subcutânea, pode ser realizada sob anestesia em praticamente todas as zonas problemáticas. Quando são removidas quantidades maiores, o cirurgião plástico deve realizar um estiramento da pele.

    Por causa das extensas áreas lesionadas, a cirurgia implica risco e só faria sentido quando seguida de um programa de exercícios físicos e alimentação balanceada. De outro modo, as células adiposas restantes voltariam a se encher de gordura.

    AndreyPopov/iStock
  • O método mais eficaz contra estrias e celulite é a combinação de uma alimentação saudável e pobre em gordura, cuidados com a pele, massagem, exercícios regulares e – se necessário – perda de peso.

    nensuria/iStock

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!