O mel é um doce milagre da natureza. Em apenas uma busca por néctar, as abelhas podem visitar até 100 flores num raio de 15 km. Com sabor mais doce que o açúcar e textura viscosa, é excelente para aliviar tosse e dor de garganta. E o elevado teor de açúcares faz dele um antibiótico natural.

Raízes históricas

É possível que o mel seja o remédio caseiro mais antigo do mundo. As abelhas o produzem há pelo menos 100 milhões de anos. Há registros escritos sobre o mel de aproximadamente 7.500 anos atrás, no Egito e na Suméria. Dos 900 remédios do Egito antigo conhecidos, 500 continham mel. No século I, Plínio, o Velho, registrou seu tratamento para edemas e cálculos renais numa receita que continha mel e abelhas em pó. Registros escritos revelam que atletas olímpicos da Antiguidade jantavam mel e figos para melhorar o desempenho nas provas.

Na era medieval, o uso medicinal do mel ficou restrito à sua capacidade de deixar os remédios menos intragáveis, além de ser usado para curar feridas. Centenas de anos depois, o produto acabou entrando na composição de medicamentos patenteados em todo o mundo.

  • O que o mel tem?

    Sabe-se que o mel é composto basicamente de açúcares. Dele, 38,2% são frutose e 31%, glicose. O restante é formado de oligossacarídeos e dissacarídeos como a sacarose e a maltose. Que o mel é repleto de substâncias benéficas também já se sabe: num novo estudo, foi constatado que os fitonutrientes presentes no mel não processado evitaram câncer de cólon em cobaias de laboratório.

    Matthew T Rader/Unsplash
  • O mel também contém antioxidantes, inclusive um chamado pinocembrina. Segundo estudos realizados na China com tubos de ensaio e cobaias, tudo indica que essa substância protege as células do cérebro. Ainda não se sabe se exerce efeitos semelhantes no cérebro humano. Outros antioxidantes presentes no mel incluem quercetina, kaempferol e apigenina.

    Anita Austvika/Unsplash
  • Acne

    O mel mata as bactérias, o que explica por que esse antigo remédio popular melhora a acne. Um tipo especial de mel da Nova  Zelândia, o mel de manuka, uma árvore do gênero Leptospermum, de madeira dura e folhas aromáticas, está sendo estudado por suas propriedades antibióticas poderosas o suficiente para exterminar Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA). Mas você não precisa importar mel do outro lado do mundo. Basta aplicar uma colher de chá de mel puro às áreas afetadas. Alguns especialistas em remédios caseiros recomendam fazer uma mistura de ½ xícara de mel e uma xícara de farinha de aveia. Deixe a pasta na pele durante 30 minutos e depois enxágue. As impurezas aderem à aveia e são descartadas. A aveia reduz a inflamação e cria uma barreira protetora sobre a pele, mantendo-a hidratada.

    joey333/iStock
  • Ansiedade

    Um estudo neozelandês de 2009 descobriu que ratos alimentados com mel, que tem efeito antioxidante intenso, apresentaram menos ansiedade num labirinto complexo que os que receberam uma quantidade equivalente de sacarose. Isso também pode funcionar no labirinto estressante da vida. Portanto, substitua o açúcar pelo mel.

    lolostock/iStcok
  • Azia

    Mel com vinagre é um antigo remédio amish (seita religiosa menonita) para acalmar a azia. Simplesmente misture uma colher de chá de mel com uma colher de chá de vinagre de maçã num copo de água morna. Beba 30 minutos antes de comer para evitar a azia.

    undefined undefined/iStock
  • Conjuntivite

    Use um calmante de mel. Coloque três colheres de sopa em duas xícaras de água fervente, mexa para dissolver e deixe esfriar. Mergulhe um disco de algodão na mistura e use-o para retirar a crosta e o pus dos olhos, usando um disco novo em cada olho. Repita várias vezes ao dia. Estudos mostram que a aplicação de mel puro nos olhos reduz o inchaço, o pus e a vermelhidão. Certifique-se de usar mel cru, pois a pasteurização destrói as propriedades antibióticas do mel. Você pode encontrar mel cru em lojas de produtos naturais.

    fizkes/iStock
  • Constipação intestinal

    Misture mel e limão para melhorar a prisão de ventre. Experimente beber uma xícara de água quente misturada com uma colher de sopa de suco de limão e uma colher de sopa de mel. O suco estimula a liberação de bile, o que pode dar o pontapé inicial para as contrações intestinais.

    Tharakorn/iStock
  • Cortes e arranhões

    O alto conteúdo de açúcar no mel atrai a umidade das feridas e retira a umidade necessária à sobrevivência das bactérias. Ele também bloqueia contaminantes externos nocivos. Já nos idos anos de 1970, cirurgiões relataram que mulheres que passaram por cirurgias ginecológicas tiveram menor período de internação e não mostraram sinais de infecção quando as incisões eram cobertas com mel. Estudos na Índia mostraram que queimaduras tratadas com mel são curadas mais rapidamente e com menos dor e cicatrizes que queimaduras embebidas em sulfadiazina de prata, um tratamento convencional para queimaduras. Além disso, uma pesquisa científica recente descobriu que seis de sete estudos mostraram que o mel é um tratamento eficaz para curar ferimentos e erradicar infecções. Você encontra mel medicinal em lojas de produtos naturais, porém pode usar mel comum em pequenos cortes e arranhões.

    p_saranya\iStock
  • Cicatrizante de feridas suave

    O alto teor de açúcares do mel, aliado à água oxigenada e ao própolis (um composto presente no néctar com ação bactericida), retira a umidade das feridas. Isso priva as bactérias da umidade necessária para sua sobrevivência e bloqueia a entrada de contaminantes externos, ajudando as feridas a se regenerarem mais rápido.

    Cunaplus_M.Faba/iStock
  • Na era pré-antibióticos, as infecções eram a maior ameaça à saúde. Mesmo feridas pequenas podiam ser fatais; isso explica por que os médicos sempre levavam mel em suas maletas pretas. Mesmo hoje, com pomadas de antibióticos triplos disponíveis, há médicos que consideram o mel o melhor curativo para feridas, dependendo do caso. Ele funciona tão bem que vários fabricantes de curativos de feridas de difícil tratamento o usam impregnado em seus produtos.

    Anita Austvika/Unsplash
  • Um estudo realizado no Reino Unido revelou que o mel do tipo manuka (uma variedade neozelandesa) curava feridas da radioterapia que não reagiam aos tratamentos convencionais. Em outro estudo recente, também realizado no Reino Unido, as feridas de 105 pacientes foram tratadas com mel ou curativos convencionais. Depois de 12 semanas, as feridas tratadas com mel sararam 12% mais rápido que aquelas tratadas com curativos convencionais.

    KPS/iStock
  • Diarreia

    Muitas culturas usam o mel como uma cura para a diarreia. Misture quatro colheres de sopa de mel numa xícara de água quente. Deixe esfriar e beba. É muito doce, mas eficiente.

    LuckyBusiness/iStock
  • Dor de garganta

    Coquetel picante de mel e vinagre

    Os ingredientes desta mistura matam germes, aliviam a dor e a mucosa irritada da garganta.

    • ½ xícara de vinagre de maçã
    • 4 colheres (sopa) de mel cru
    • 1 colher (chá) de pimenta-de-caiena
    • ½ xícara de água morna

    1. Misture bem o vinagre, o mel, a pimenta e a água.

    2. Tome de uma a duas colheres de sopa desse coquetel a cada três ou quatro horas.

    Dejan_Dundjerski/iStock
  • Eczema

    Pomada de lavanda e mel

    O mel é frequentemente mencionado como uma cura para o eczema. Esta receita aproveita o máximo dele. O mel atrai a umidade, o que alivia a irritação na pele produzida pelo eczema e pela dermatite.

    • 30 ml de cera de abelha ralada
    • 1 xícara de azeite de oliva
    • 1⁄3 de xícara de mel
    • 1 cápsula de vitamina E, 400 UI
    • 60 gotas de óleo essencial de lavanda

    1. Em banho-maria, sob fogo baixo, derreta a cera de abelha, mexendo de vez em quando. Misture o azeite de oliva. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco, em seguida adicione o mel. Fure a cápsula de vitamina E e esprema o conteúdo. Adicione 60 gotas do óleo essencial de lavanda.

    2. Despeje a mistura numa jarra com tampa hermética e utilize conforme necessário para manter a pele macia e hidratada.

    Melpomenem/iStock
  • Farpas

    Lave bem a área, passe mel em cima da farpa e envolva com uma atadura limpa. Verifique de duas em duas horas, adicionando mais mel se for necessário. Há quem garanta que esse método é tiro e queda.

    VladimirFLoyd/iStock
  • Gripes e resfriados

    Tome um gole de mostarda e mel

    Misture ¼ de colher de chá de mostarda em pó com duas colheres de mel e beba. Essa mistura doce e saborosa vai ajudar a aliviar a congestão no peito. Mas lembre-se: nunca dê mel a bebês com menos de um ano.

    Sima Bivolarska/iStock
  • Prepare um chá de limão com mel

    Há alguma coisa neste simples chá calmante para a garganta que faz você se sentir reconfortado quando está combatendo um resfriado. E é extremamente eficaz. O mel suaviza e reveste a garganta e é um antisséptico natural. O limão age como um adstringente, diminuindo o inchaço dos tecidos da garganta.

    Chaded2557/iStock
  • Indigestão

    Se você sabe que vai se exceder em comidas que o farão se lamentar mais tarde, experimente este remédio popular. Junte uma colher de chá de mel e uma colher de chá de vinagre de maçã a um copo de água morna e beba 30 minutos antes de comer.

    YelenaYemchuk/iStock
  • Lábios rachados

    O mel puro é um excelente hidratante. Aplique um pouco de manhã e à noite e tente não lambê-lo. Não use mel em crianças com menos de um ano, porque o produto pode conter esporos perigosos com os quais o sistema imunológico do bebê não consegue lidar.

    Tetiana Mandziuk/iStock
  • Bálsamo cicatrizador para os lábios

    Se os lábios estiverem rachados e doloridos, este bálsamo extrassuave ajuda a curá-los num piscar de olhos.

    • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
    • 1 colher (sopa) de cera de abelhas ralada
    • 1 colher (chá) de mel
    • 1 cápsula de vitamina E
    • 10 gotas de óleo essencial de lavanda
    • 10 gotas de óleo essencial de melaleuca (tea tree)
    • 10 gotas de óleo essencial de gaultéria

    1. Aqueça o azeite, a cera de abelha e o mel em fogo baixo, em banho-maria, até a cera derreter. Retire do fogo. Perfure a cápsula de vitamina E com uma agulha e esprema o conteúdo na mistura.

    2. Misture os óleos essenciais. Armazene em local fresco e escuro e aplique o bálsamo nos lábios com o dedo.

    white_caty/iStock
  • Laringite

    Tome chá de sálvia com mel. Diz-se que a sálvia ajuda a restaurar a voz e que o mel é calmante e antisséptico. Use uma colher de chá de sálvia seca para uma xícara de água fervente, cubra e deixe em infusão por 10 minutos, então coe. Adoce com algumas colheres de mel e beba.

    Prostock-Studio/iStock
  • Psoríase

    Creme calmante para psoríase

    Este unguento grosso e cremoso amacia as placas de psoríase, ajudando na recuperação da pele.

    • 30 g de cera de abelha, ralada ou picada
    • 30 g de azeite de oliva extravirgem
    • 30 g de mel

    1. Numa panela, derreta a cera de abelha em banho-maria.

    2. Numa panela à parte, aqueça o azeite. Jogue-o na cera derretida. Misture bem até ficar homogêneo.

    3. Em outra panela, aqueça o mel; despeje-o lentamente na mistura de azeite e cera. Retire do fogo e misture até esfriar e engrossar.

    4. Coloque a mistura num pote de vidro e guarde em local fresco e ao abrigo da luz. Rende aproximadamente 1/3 de xícara.

    5. Passe o creme na área afetada à noite. Cubra com filme de PVC. Prenda-o bem firme, mas sem apertar, usando atadura elástica.

    kwanchaichaiudom/iStock
  • Ressaca

    Infusão para ressaca

    Não se trata de uma cura, mas pode fazer sua manhã começar de uma forma menos penosa. Esta receita reidrata e diminui a acidez gástrica.

    • 2 colheres (chá) de suco fresco de limão-siciliano
    • 1 colher (chá) de mel
    • ½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
    • 1 pitada de sal
    • 250 ml de água fria

    Misture o suco de limão, o mel, o bicarbonato de sódio e o sal na água e beba.

    Sanny11/iStock
  • Dicas para as compras!

    Em geral, quanto mais escuro o mel, mais antioxidantes contém. Os de flores de trigo-sarraceno, sálvia e nissa contêm mais antioxidantes, e o mel cru, não processado, é o que oferece mais benefícios à saúde. Além disso, aqueles que têm coloração mais escura apresentam sabor mais intenso. Guarde o produto em recipiente bem vedado em local seco e escuro na cozinha.

    Arwin Neil Baichoo/Unsplash
  • Soluços

    Saboreie um pouco de mel

    Coloque uma colher de chá de mel, misturada com água morna, na parte de trás da língua e beba. Como o endro, é possível que o mel faça cócegas no nervo vago, fazendo o soluço parar.

    belchonock/iStock
  • Tosse

    Combata com linhaça, mel e limão

    Ao ferver a linhaça em água se obtém um gel grosso e pegajoso que alivia a garganta e os brônquios. O mel e o limão agem como antibióticos leves e tornam este xarope extremamente calmante. Para prepará-lo, ferva duas ou três colheres de sopa de linhaça com um copo de água até que a água se torne espessa. Coe e em seguida acrescente três colheres de sopa de mel e suco de limão. Tome uma colher de sopa sempre que precisar.

    dualstock/iStock
  • Prepare um chá de pimenta-do-reino com mel

    Este remédio tem raízes em duas tradições bem diferentes: a medicina popular da Nova Inglaterra e a medicina chinesa tradicional. A justificativa é que a pimenta-do-reino estimula a circulação e o fluxo de muco; o mel é um calmante natural para a tosse e um antibiótico leve. Para preparar o chá, coloque num copo uma colher de chá de pimenta-do-reino moída na hora e duas colheres de sopa de mel. Encha com água fervente e deixe em infusão, coberto, por 15 minutos. Coe e beba em pequenos goles quando necessário. Este remédio funciona melhor com tosse produtiva, não sendo adequado para a tosse seca.

    Vladislav Nosick/iStock
  • Xarope de limão com mel

    Esta fórmula saborosa realmente alivia a tosse. Tanto o mel quanto o limão são bactericidas, e o mel ainda tem propriedades calmantes. Além disso, seu funcionamento é comprovado cientificamente. Pesquisadores na Universidade do Estado da Pensilvânia estudaram 105 alunos com tosse que tomaram mel de trigo-sarraceno, um preparado com sabor de mel que contém dextrometorfano (um ingrediente de muitos xaropes antitussígenos), ou nenhum tratamento. Os pais relataram que as crianças que tomaram mel tiveram a maior redução na gravidade e na frequência da tosse. Nunca dê mel a crianças com menos de um ano: não é seguro para elas.

    • 1 limão
    • 450 ml de mel cru

    1. Numa panela pequena, cubra o limão inteiro com água e ferva por cinco minutos.

    2. Em outra panela, aqueça o mel em banho-maria, em fogo brando, sem deixar ferver.

    3. Retire o limão da panela e aguarde até esfriar o suficiente para segurá-lo. Em seguida, corte-o em fatias e adicione ao mel. Deixe o mel e o limão cozinharem em fogo baixo por uma hora – sem ferver.

    4. Deixe esfriar e em seguida coe. Coloque num frasco esterilizado e leve à geladeira. Tome uma colher de chá do xarope sempre que precisar aliviar a tosse.

    Fascinadora/iStock
  • Úlcera

    Conforme a H. pylori se torna cada vez mais resistente aos antibióticos conhecidos, os especialistas têm se debruçado sobre tratamentos naturais como o mel, usado tradicionalmente para tratar queimaduras e feridas. Em estudos com animais, o mel reduziu a incidência de úlceras gástricas em até 98%. Por que deve funcionar: quando pesquisadores neozelandeses testaram mel em bactérias coletadas de úlceras gástricas, o crescimento bacteriano foi debelado. Ninguém sabe em que medida o mel ajuda, então comece tomando duas colheres de sopa por dia, passando na torrada do café da manhã ou na panqueca. Mantenha o hábito até os sintomas desaparecerem.

    klebercordeiro/iStock
  • Dica extra!

    Para uma pele lisa e saudável, experimente um esfoliante de amêndoas e mel. Este esfoliante simples é ideal para ser usado em cotovelos, pés, pernas e outras áreas ásperas.

    • 1 colher (sopa) de mel, ou mais se necessário
    • 2 colheres (sopa) de amêndoas moídas
    • 5 gotas de óleo essencial de lavanda (opcional)

    1. Aqueça o mel numa xícara em banho-maria por alguns minutos.

    2. Bata as amêndoas no processador até virar um pó fino. Coloque numa vasilha pequena e junte quantidade suficiente do mel para formar uma pasta. Misture o óleo essencial.

    3. Para aplicar, enxágue a pele com água morna. Em seguida, massageie o esfoliante delicadamente, tomando cuidado com qualquer escamação da pele. Mantenha o restante da mistura coberta com filme plástico na geladeira. Reaqueça antes de usar.

    CalypsoArt/iStock

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!