Faça uma busca
|
Publicado em: 16 de outubro de 2019

8 dicas de saúde que você não deve desconsiderar

Confira o que especialistas dizem sobre sol, memória, alimentação e muito mais...

Imagem: Ridofranz/Istock
Publicidade


A internet está repleta de dicas de saúde e bem estar. Porém, nem todas são confiáveis. Pensando nisto, convidamos alguns especialistas para compartilharem dicas de saúde cientificamente comprovadas, de modo que você possa adotá-las e ter uma maior qualidade de vida. Vamos lá?

Faça o teste: você sabe tudo sobre alimentação e nutrição?

Confira algumas dicas de saúde a seguir:

  • Rawpixel/iStock

    1 Dê um passeio para melhorar a memória

    O exercício aeróbico tem dupla função: é bom para o corpo e ótimo para a mente, de acordo com as pesquisas mais recentes de Arthur Kramer, pioneiro da boa forma cerebral. Para entender como é bom, pense no que acontece sem ele.

    Todo ano uma região chamada hipocampo, fundamental para a memória, encolhe de 1 a 2%, aumentando o risco de demência.


  • /iStock

    No entanto, a nova pesquisa de Kramer revela que o hipocampo de adultos que faziam uma caminhada vigorosa de 45 minutos 3 vezes por semana crescia cerca de 2% ao ano, anulando o encolhimento ligado à idade.


  • Lordn

    Kramer afirma que nunca é tarde demais para começar a se exercitar; os voluntários da pesquisa tinham entre 55 e 80 anos e não faziam nenhum exercício. E não é preciso ser extenuante. “Parece que qualquer coisa que aumente o ritmo cardíaco funciona”, diz ele. “Andar é bom. Ache algo que você gosta e faça.”


  • izf/iStock

    2 Adore o sol da manhã, esconda­‑se dele à tarde

    Amantes do sol, anotem bem: pesquisas indicam que, pela manhã, as células da pele conseguem combater os prejudiciais raios UV do sol e à tarde elas ficam mais vulneráveis.

    Pesquisadores revelam que os camundongos expostos à radiação ultravioleta pouco antes de dormir tiveram cinco vezes mais tumores do que os que receberam a radiação logo depois de acordar. Isso se deve ao nível de uma determinada proteína que protege o DNA dos camundongos – e que os seres humanos também têm –, mais alto pouco depois de acordar e mais baixo pouco antes de dormir.

    “Será muito bom saber se isso também acontece com seres humanos, pois já foi demonstrado que a exposição pela manhã é menos prejudicial”, diz a Dra. Jennifer Kitchin, dermatologista de Nova York. Não entenda isso como um convite para pular na câmara de bronzeamento, que é um carcinógeno conhecido, avisa. Mas para atividades como cuidar do jardim e passear com o cachorro, “por enquanto, prefira a manhã”, é o que ela aconselha.


  • Fascinadora/iStock

    3 Cuidado com os doces dietéticos

    Não pense que as balas sem açúcar não fazem mal aos dentes. Pesquisas recentes da dentista Dra. Sok­‑Ja Janket revelam que os flavorizantes que dão o gosto de fruta às balas podem interagir com os adoçantes artificiais e criar na boca uma mistura ácida que enfraquece e amarela os dentes.


  • yuriyzhuravov/iStock

    Os piores culpados são os pirulitos com sabor de fruta, porque se dissolvem devagar e deixam o ácido na boca por mais tempo.


  • MoosyElk/iStock

    Mascar chiclete (mesmo com sabor de fruta) é menos destrutivo por estimular o fluxo de saliva que dilui o ácido. Se não consegue largar as balas, a Dra. Janket recomenda a de hortelã ou, do que ela mais gosta, caramelo. Fora isso, o de sempre: “Escove os dentes depois das refeições ou de ingerir balas e alimentos ácidos”, diz ela.


  • /iStock

    4 Comece bem o dia com chocolate

    Um quadrado de chocolate amargo tem a quantidade certa de teobromina (prima da cafeína) para nos acordar, mas não o bastante para causar uma queda depois, diz o Dr. Jacob Teitelbaum, especialista em fadiga crônica. Também é rico em antioxidantes, reduz o risco de infarto, melhora o humor – e é delicioso. Faça dele a guloseima do meio da manhã! E aproveite e confira essa receita de musse de chocolate, super gostoso!


  • fizkes/iStock

    5 Alivie a dor na esteira de ioga

    Como tratamento para a dor nas costas, a prática regular de ioga tem vantagens sobre métodos mais convencionais como a fisioterapia, diz o Dr. Peter Abaci, diretor clínico do Centro de Dor e Bem­‑Estar na Califórnia, EUA. Também já se demonstrou que essa antiga prática alivia outras dores, provavelmente por causa do modo como interliga a mente, a respiração e os movimentos do corpo.


  • Ridofranz/iStock

    “A ioga trabalha o corpo inteiro, não só uma parte”, diz o Dr. Abaci. “Em quem sofre de dor crônica, é normal o corpo todo mudar, e não basta tratar apenas a parte originalmente lesionada ou dolorida.” Matricule­‑se numa aula de ioga na sua academia.


  • blyjak/iStock

    Para descansar bem, fique frio

    Os insones que usam gorros para refrigerar o cérebro dormem melhor, como se não tivessem problemas de sono, verificou recentemente um estudo da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, nos EUA.


  • Bogdan Kurylo/iStock

    Enquanto os gorros resfriadores não chegam à farmácia da esquina, experimente esta estratégia alternativa do Dr. Lawrence Epstein, especialista na área: tome um banho morno uma ou meia hora antes de se deitar. O sistema natural de resfriamento fará a temperatura do corpo (e do  cérebro) cair. Mais simples ainda: mantenha baixa a temperatura do quarto (no máximo 18ºC) e enfie o corpo inteiro, menos a cabeça, debaixo das cobertas.


  • /iStock

    7 Coma mais quinoa

    Rica em proteína, fibras e magnésio, mineral raro que protege contra a hipertensão, a quinoa tem a merecida fama de “superalimento”.

    (Uma porção tem o dobro de proteína e oito vezes mais fibras do que uma porção de arroz branco.)


  • bhofack2/iStock

    Mas há quem a considere meio insossa. Os restaurantes têm um segredo que não consta nas embalagens, diz Scott Uehlein, chef do spa Canyon Ranch, nos EUA: eles a tostam primeiro. “Isso dá ao grão um sabor amendoado, rico e incrível”, diz ele.


  • /iStock

    Há também diversas receitas que você pode preparar com quinoa, que são práticas e deliciosas! Vale a pena conferir e fazer em casa.


  • MurzikNata/iStock

    8 No lanche, opte por alimentos energéticos de verdade

    Na hora de saciar a fome do meio da tarde, uma barrinha de cereais parece tentadora. Não faça isso, diz a Dra. Pam Peeke. A maioria delas foi feita para atletas de elite, não para pessoas comuns, e contém pelo menos 30 g de açúcar refinado que estimularão o apetite em vez de saciá­‑lo.


  • Svetlana Monyakova/iStock

    “Depois de caminhar seis horas ou de correr uma maratona, elas são ótimas”, diz ela. “Fora isso, nem pense nelas.” Em vez das barrinhas, prove o estimulante preferido da Dra. Peeke: 2 bolachas integrais multigrãos com 2 colheres de sopa de manteiga de amendoim orgânica e crocante e 1 colher de sopa de geleia de frutas com pouco açúcar. Graças à combinação de gordura, proteína e fibras, você terá o estímulo rápido e duradouro de que precisa.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close