A enxaqueca é um dos muitos tipos de cefaleia (dor de cabeça). Sua ocorrência é bastante comum, mas nem por isso menos preocupante. A pesquisa My Migraine Voice, que contou com 11 mil participantes de 31 países, incluindo o Brasil, mostrou que 60% das pessoas com enxaqueca grave perdem, em média, uma semana de trabalho por mês.

Vamos entender o que é exatamente a enxaqueca.

 

Problemas de saúde explicados: ENXAQUECA

O que é?

A enxaqueca é uma forma moderada a grave de dor de cabeça. As crises tendem a ser recorrentes e a dor, descrita como latejante, localiza-se em um dos lados da cabeça. Está comumente associada a outros sintomas como náuseas, vômito, sensibilidade à luz ou ao som e, às vezes, perturbações visuais.

O que causa?

A causa exata da enxaqueca é desconhecida, mas existe uma tendência hereditária e, portanto, pode haver um componente genético. Acredita-se que há uma atividade cerebral anormal que afeta os vasos sanguíneos no cérebro, embora não esteja claro como ou por que isso acontece. Muitas pessoas conseguem identificar gatilhos que desencadeiam a enxaqueca. Isso inclui alguns alimentos, especialmente os que contêm tiramina, a cafeína em bebidas ou chocolate, e o álcool.

Como tratar?

Não existe cura para a enxaqueca, mas há tratamentos que podem ajudar. Muitas pessoas acham benéfico tomar analgésicos de venda livre, como paracetamol. É melhor tomá-los ao primeiro sinal dos sintomas, em vez de esperar que a enxaqueca se instale por completo. Se os analgésicos não adiantarem, um clínico geral poderá prescrever um triptano.

Amenize a enxaqueca com remédios naturais e caseiros.

O que o paciente pode fazer?

Para muitos pacientes, evitar os gatilhos é a maneira mais fácil de administrar sua enxaqueca. Durante uma crise, a maioria das pessoas acha que se deitar em um quarto escuro e silencioso ajuda. Também é importante perceber quando é necessário procurar socorro imediato. Sintomas como paralisia ou fraqueza em um dos lados do corpo podem indicar que algo mais está se passando, como um acidente vascular cerebral.

 

Ouça e leia este texto em inglês

 

Medical conditions explained: Migraines

What is it?

A migraine is a moderate to severe form of headache. Attacks tend to be recurrent and the pain is usually on one side of the head and described as throbbing. It’s commonly associated with other symptoms such as nausea, vomiting, sensitivity to light or sound and sometimes visual disturbances.

What causes it?

The exact cause of migraines is unknown, though they tend to run in families, so there might be a genetic component. It’s thought that there’s abnormal brain activity that affects the blood vessels in the brain although it’s not clear how or why this happens. Many people can identify certain triggers that bring a migraine on. This includes some foods, particularly with the additive tyramine, caffeine in drinks or chocolate as well as alcohol.

How’s it treated?

There’s no cure for migraines, although there are treatments that can help. Many people find taking over-the-counter painkillers such as paracetamol beneficial. It’s best to take these at the first sign of symptoms, rather than waiting for the migraine to come on fully. If painkillers aren’t enough, then a GP will sometimes prescribe a triptan.

What can the patient do?

Many patients find avoiding triggers the easiest way of managing their migraines. During an attack, most people find lying in a dark, quiet room helps. It’s also important to realize when you need to seek help immediately. Symptoms like paralysis or weakness down one side of the body could indicate that something else is happening, such as a stroke.