Toda fase da vida traz desafios e estresses específicos, das pequenas irritações cotidianas às grandes conquistas da vida, e em cada fase aumentamos ou modificamos nossas estratégias. Até bebês sofrem estresse emocional.

No entanto, segundo as pesquisas, os jovens adultos declaram nível mais alto de estresse e os idosos se consideram menos estressados. Isso ocorre, talvez, porque já tenham acumulado mais mecanismos de controle e, embora convivam com o luto e as doenças crônicas, estejam mais preparados para gerenciar as ocasiões estressantes da vida.

A verdade é que o estresse emocional não escolhe idade, e pode surgir em qualquer momento da vida. Portanto, saiba como identificá-lo e o que fazer para ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

demaerre/Istock

INFÂNCIA

Estressores

Frustração com o controle motor e a dificuldade de comunicação; ciúme do novo bebê; rivalidade entre irmãos; medo de animais, principalmente cães que latem; separação dos pais; adaptação à escola; rivalidade com colegas de sala e amigos; divórcio dos pais; morte de um membro da família.


mofles/iStock

Reações comuns

Manha; matar aula, agredir colegas; humor instável; recusa a cooperar; dependência; comportamento regressivo; agressão; má concentração; isolamento.


vgenyatamanenko/iStock

O que fazer

Pais: Manter a calma e dar apoio; comunicar-se; oferecer boa alimentação e descanso suficiente; encontrar oportunidades de diversão para proteger o filho dos momentos negativos de dor ou conflito; ser realista sobre a capacidade do filho; criar normas de comportamento.


fizkes/iStock

ADOLESCÊNCIA

Estressores

Preocupação com a imagem corporal; angústia por não ter amigos; solidão; resistir a restrições; mídias sociais; trabalhos da escola; conflitos em relacionamentos; pressão das provas; angústia sobre faculdade, estudo profissionalizante, o futuro.