Você sabe qual é a sua glicemia em jejum? Pois deveria saber! Especialmente se estiver acima do peso, tiver pressão alta ou se o diabetes for comum em sua família. Isso porque essa doença caracteriza-se pelo aumento dos níveis de açúcar do sangue. E você sabe o que também está aumentando? O número de portadores de condições silenciosas que apontam para um provável e futuro diagnóstico de diabetes. Portanto, é muito importante estar com a glicemia sob controle, inclusive em jejum.

Atualmente os pesquisadores sabem que o diabetes aumenta muito o risco de desenvolver uma série de problemas de saúde. Entre eles estão: doença cardíaca, insuficiência renal, cegueira, infertilidade e até câncer. Mesmo que no seu caso o diabetes não seja preocupante, busque manter sua glicemia estável. A razão é que oscilações abruptas da glicemia podem deflagrar problemas de energia e humor. Mas, não se preocupe! A ajuda está ao seu alcance se você mantiver sua despensa abastecida com insumos que auxiliam a vencer a batalha glicêmica.

Winston Gambatto/iStock

1. Tome um ou dois cafés na hora do almoço

Estudos associam claramente o consumo do café a um menor risco de desenvolver diabetes. Num deles, a alimentação de cerca de 70 mil mulheres francesas não diabéticas foi acompanhada por 11 anos. Ao longo desse período, 1.415 delas desenvolveram diabetes. O estudo concluiu que as mulheres que beberam café na hora do almoço correram um risco significativamente menor de desenvolver diabetes – independentemente de o café consumido ser do tipo normal ou descafeinado.


yollopuki/iStock

2. Adicione pitadas de canela

Em um estudo, 109 pessoas com diabetes mal controlado receberam ou um tratamento padrão ou ½ colher de chá de canela por dia durante 90 dias (somado ao tratamento padrão). Aqueles que consumiram canela reduziram substancialmente o marcador crítico do açúcar no sangue, a HbA1C. Quando os valores de HbA1C são reduzidos na proporção alcançada pelas pessoas nesse estudo, os diabéticos reduzem o risco de desenvolver doença cardíaca em 16%, retinopatia diabética (doença ocular que pode causar cegueira) em 20% e doença renal em até 33%.


5PH/iStock

Especialistas sugerem que apenas ½ colher de chá de canela ao dia pode auxiliar na redução da glicemia e na diminuição dos riscos das perigosas complicações diabéticas. Esse poderia ser o remédio caseiro mais simples de todos: simplesmente salpique esse saboroso condimento no cereal quente ou frio, no iogurte, no café ou no chá uma vez ao dia.


DipakShelare/iStock

3. Experimente feno-grego

Se você for pré-diabético ou diabético do tipo 2, conheça as pequenas sementes amarelo-amarronzadas dessa especiaria. Ele possui um sabor sutil, ligeiramente defumado, e é utilizado na cozinha indiana para dar sabor ao curry. Curandeiros indianos tradicionais empregam essa especiaria com fins medicinais em diversos problemas de saúde, entre eles diabetes. Agora os pesquisadores estão descobrindo que, aparentemente, os curandeiros sabiam o que estavam fazendo. Três estudos determinaram que o feno-grego reduz a glicemia nos diabéticos do tipo 2, aumenta o controle glicêmico e reduz a resistência à insulina. E num novo estudo, pessoas que ingeriram quatro colheres de chá de feno-grego em pó todos os dias por oito semanas reduziram em 25% a glicemia em jejum. Além disso, reduziram os valores de triglicerídeos e do (mau) colesterol LDL em 30%.