Os miomas uterinos são tumores benignos (não cancerosos) muito comuns, que podem aparecer com diferentes tamanhos em várias partes do útero e causar sintomas que diminuem a qualidade de vida. Porém, apesar de muitas mulheres se assustarem ao receber o diagnóstico, não há motivo para medo, os miomas não se transformam em tumores malignos, não impedem a gravidez e atualmente existem diversos tipos de tratamento disponíveis.

Os miomas são comuns na idade fértil, principalmente em mulheres com mais de 35 anos e com histórico de ocorrência na família. Mas os pesquisadores ainda não sabem exatamente quais são as causas que levam à formação desse tumores. A hipótese atual é de que haja participação de hormônios, sobretudo de estrogênio e progesterona. Com a chegada da menopausa, como a produção desses hormônios diminui, o tamanho dos miomas uterinos diminui e podem até sumir. Confira abaixo os sintomas e como se prevenir:

 

Principais sintomas

Alguns miomas não chegam a causar transtornos, mas fique atenta ao aparecimentos dos sintomas:

Assine nosso conteúdo exclusivo
  • Períodos menstruais prolongados e com fluxo mais intenso;
  • Sangramento intermenstrual;
  • Inchaço do abdômen;
  • Dor lombar e durante o ato sexual ;
  • Anemia;
  • Dificuldade para engravidar;
  • Cólicas fortes e constantes;
  • Desconforto urinário e gastrintestinal.

O diagnóstico só pode ser feito por um médico através da análise do histórico da paciente e alguns exames, por isso, compareça às consultas de rotina com seu ginecologista e converse sobre qualquer alteração sentida em seu corpo. Apesar de existirem vários tipos de tratamentos atualmente, o diagnóstico precoce e o acompanhamento clínico são fundamentais para a escolha da melhor forma de lidar com o problema.

 

Dicas para prevenir ou minimizar o impacto dos miomas uterinos:

  • Reduza os alimentos ricos em carboidratos. Segundo os pesquisadores, o excesso de carboidratos refinados (açúcar, pães, massas, e outros alimentos com farinha de trigo refinada) causa a elevação prolongada da glicose no sangue. Isso pode aumentar os níveis sanguíneos de estradiol, um tipo de estrogênio, o que poderia estimular o desenvolvimento de miomas.
  • Beba leite. O leite e outros laticínios diminuem o risco de mioma.
  • Abuse dos vegetais. A ingestão de mais de uma porção diária de hortaliças verdes reduz em 50% o risco de mioma. Algumas das mais recomendadas são o brócolis, espinafre, acelga e couve-de-bruxelas
  • Evite a cerveja. O risco de mioma é 50% maior em mulheres que bebem uma ou mais latas de cerveja por dia.
  • Mantenha uma alimentação equilibrada e evite o sobrepeso. A obesidade aumenta em 20% o risco.

 

Veja também: O que é índice glicêmico e como ele interfere em sua saúde

Além da dieta:

  • Controle a pressão arterial. O Nurses’ Health Study, um dos maiores estudos já feitos sobre a saúde feminina, indica uma associação entre hipertensão arterial e mioma;
  • Respire fundo. O estresse poderia elevar os níveis de progesterona e estimular o surgimento de miomas;
  • Pratique exercícios físicos regularmente para diminuir os níveis de glicose e estrogênio.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!