Faça uma busca


|
Publicado em: 3 de junho de 2020

Pré-diabetes: quando a glicemia “normal” não basta

Muitas pessoas só se preocupam com o diabetes quando o médico diz que a glicemia está alta demais

Magone/iStock

VERMELHO DO BEM

Além disso, um estudo britânico relacionou a maior ingestão de antocianinas com o melhor controle da glicemia. Antocianinas são nutrientes que dão às uvas e frutas silvestres os tons vermelho e roxo. Uma porção pode ter sobre a glicemia o mesmo impacto que a redução de um ponto no IMC.


demaerre/iStock

NÃO PULE O CAFÉ DA MANHÃ

Quem costuma deixar de lado a refeição matutina tem mais probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2. O café da manhã ajuda a estabilizar a glicemia durante o dia. Combine de forma saudável proteínas, carboidratos complexos e gordura – por exemplo, iogurte com frutas e castanhas. Nesse sentido, começar o dia com montes de carboidratos simples (como um pãozinho com suco de laranja) é tão ruim para o nível de açúcar no sangue quanto pular a refeição, segundo experimentos da Universidade de Minnesota.


klebercordeiro/iStock

Mexa-se com inteligência

SUOR E FORÇA

As mulheres que praticaram exercícios aeróbicos (2 1/2 horas semanais) e de força (1 hora semanal) tiveram risco mais baixo de diabetes; cerca de um terço a menos do que as que não se exercitavam. Depois de uma sessão de exercícios, os músculos tiram mais glicose do sangue. E assim que a forma física melhora, as células ficam mais sensíveis à insulina.


gorodenkoff/iStock

AFASTE-SE DA MESA DE TRABALHO (E DA TV)

Ande dois minutos a cada vinte minutos sentado. Um novo estudo inglês indica que pausas frequentes para andar reduzem os picos de glicemia depois de comer.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados