A mesma erva que dá um sabor especial na culinária também pode ser uma aliada e tanto no tratamento de doenças que afetam sua saúde bucal e vias respiratórias. Poderoso contra os germes, o tomilho foi aprovado na Alemanha para o tratamento de bronquite, coqueluche e infecções das vias respiratórias superiores. Além disso, diluído, seu óleo essencial pode evitar também doenças na gengiva. Entenda melhor como o tomilho age no organismo e seu benefícios.

Raízes históricas

Os antigos sumérios e egípcios usavam o tomilho como medicamento e também para embalsamar cadáveres. Essa função, aliás, revela mais sobre suas propriedades de conservação que as propriedades medicinais. Os romanos acreditavam que banhos de imersão com tomilho traziam vigor; queimavam-no para afastar animais peçonhentos e produziam queijos e bebidas alcoólicas à base da erva.

Já na década de 1600, o ervanário britânico Nicholas Culpeper reconhecia o poder do tomilho para tratar tosses, chamando-o de “nobre fortalecedor dos pulmões”. Inclusive, escreveu que a erva era o melhor tratamento para a coqueluche, para eliminar catarro e aliviar dificuldades de respiração.

Embora seja seguro e saudável usar o tomilho como ingrediente culinário, seu uso medicinal na gravidez é contraindicado (mas o uso como tempero é seguro). Jamais tome o óleo de tomilho puro. E dilua-o num óleo-base, por exemplo, azeite de oliva, antes de usá-lo na pele, pois pode causar irritação cutânea.

O tomilho foi também uma das primeiras ervas levadas pelos colonos para o Novo Mundo, e os colonizadores a cultivavam em hortas. Eles usavam a erva para preparar chás que tratavam sintomas de resfriados; como febre, congestão nasal, tosse e sono agitado.

O principal componente do tomilho, o timol, é um poderoso antisséptico. Aliás, foi essa propriedade que levou o americano do Missouri Joseph Lawrence a incluir a erva como ingrediente do enxaguatório bucal que inventou em 1879, ao qual deu o nome de Listerine.

O que o tomilho tem?

O timol, componente mais abundante do tomilho, mata as bactérias que causam cáries, doença periodontal e infecções bucais. Mantendo, assim, sua saúde bucal sempre perfeita. Já o tomilho contém flavonoides que evitam espasmos musculares, além de ácido rosmarínico; um antioxidante que ajuda a reduzir inflamações.

Tomilho no combate à tosse

As propriedades expectorantes, antissépticas e antiespasmódicas do tomilho além de suprimir a tosse, aliviam a congestão e combatem infecções na garganta e nos pulmões. Mas há ainda outro motivo que explica sua eficácia. Seu óleo, quando ingerido, é eliminado do organismo através dos pulmões. Portanto, seus componentes curativos podem atuar diretamente onde são mais necessários.

Você encontra o tomilho seco na seção de condimentos dos supermercados. O tomilho é uma erva fácil de cultivar na horta; não cresce muito e tem muitas variedades. Sendo assim, não há desculpas para não incluí-lo no seu dia a dia.